Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da fertilização nitrogenada com biossólido e adubo mineral sobre os fluxos de gases do efeito estufa e mineralização do nitrogênio no solo em uma área sob sucessivas rotações florestais

Processo: 04/01197-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2004 - 30 de setembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Marisa de Cassia Piccolo
Beneficiário:Marisa de Cassia Piccolo
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Sistemas agroflorestais  Rotação de culturas  Árvores florestais  Eucalipto  Nutrição vegetal  Fertilizantes nitrogenados  Gases do efeito estufa  Mudança climática 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Contribuições...climáticas_8_33_33.pdf

Resumo

Em áreas sob sucessivas rotações de plantações florestais a deficiência de nitrogênio (N) no solo pode se tornar um fator limitante da produção, necessitando-se de altas doses de nitrogênio na manutenção dos estoques deste elemento no solo e nutrição das plantas. A aplicação de biossólido (Iodo de esgoto) é uma alternativa que vem sendo-estudada para a fertilização de áreas com plantio florestal apresentando bons resultados quanto ao desenvolvimento das árvores, porém pouco se conhece sobre os efeitos desta prática sobre os fluxos de gases do efeito estufa do solo e a mineralização do N. O objetivo deste Projeto é estudar em uma área florestal povoada com Eucalyptus grandis, após sucessivas rotações (6° rotação): - a influência da adubação mineral e orgânica (biossólido) empregados como fontes de N sobre os fluxos de gases do solo importantes do efeito estufa (CO2, N20 e CH4); a disponibilidade de N mineral (NH4+ e NO3-) e sua taxa de mineralização e; os estoques de carbono e nitrogênio total do solo durante os primeiros 12 meses de desenvolvimento das árvores. (AU)