Busca avançada
Ano de início
Entree

Conversão do Cerrado para fins agrícolas na Amazônia e seu impacto nas mudanças climáticas

Processo: 04/01230-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2004 - 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Carlos Clemente Cerri
Beneficiário:Carlos Clemente Cerri
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Solo agrícola  Gases do efeito estufa  Matéria orgânica do solo  Impactos ambientais  Mudança climática  Amazônia  Cerrado 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Contribuições...climáticas_7_32_33.pdf

Resumo

Condições favoráveis de topografia e clima fazem do Cerrado uma das fronteiras agrícolas mais promissoras do mundo. A derrubada e queima da vegetação natural, seguidas do cultivo do solo, resultam na diminuição do estoque de matéria orgânica do solo (MOS) e aumento da emissão dos gases do efeito estufa. Práticas conservacionistas, como o sistema de plantio direto, são estratégias eficientes de mitigação desses efeitos. O objetivo geral da pesquisa será avaliar as alterações da MOS no processo de conversão do Cerrado da Amazônia em área de cultivo convencional e plantio direto. Os trabalhos serão conduzidos na Fazenda União, em Vilhena (RO), que tem sido sistematicamente desmatada desde 1997 para a implantação de culturas anuais, encontrando-se hoje uma cronossequência constituída de cerrado, áreas com um e dois anos de plantio convencional e com um a quatro anos de plantio direto sucedendo o plantio convencional. Serão coletadas amostras de solo e gases numa faixa de 1 hectare (200m x 50m), subdividida em cinco parcelas de 40m x 50m, que constituirão as repetições. Os teores de C e N, associados à densidade da respectiva camada, possibilitarão o cálculo do estoque, cuja variação ao longo do tempo indicará um eventual sequestro de C. O fluxo dos gases será medido em cinco câmaras estáticas em que as amostras serão tomadas em intervalos regulares (tempo 0, 5, 10 e 20 minutos) em seringas BD de 20 ml e analisadas por cromatografia gasosa. As medidas serão feitas duas vezes num período de 24 horas, no horário de temperatura mínima e máxima, e ao menos duas vezes por ano, ou seja, após a gradagem na estação seca e durante o desenvolvimento da cultura na estação de chuvas. Essa sequência deverá fornecer informações sobre a dinâmica do fluxo de gases após a preparação do solo e a fertilização das culturas. O modelo Century será aplicado para simular a dinâmica de C e N do solo, inicialmente assumindo um estado de equilíbrio dinâmico do solo sob vegetação nativa, seguida da simulação das variações em função do tempo. Os resultados serão comparados com os dados efetivamente medidos em campo e potenciais dados contidos na literatura.(AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARVALHO‚ JLN; CERRI‚ CEP; FEIGL‚ BJ; PÍCCOLO‚ MC; GODINHO‚ VP; CERRI‚ CC. Carbon sequestration in agricultural soils in the Cerrado region of the Brazilian Amazon. SOIL & TILLAGE RESEARCH, v. 103, n. 2, p. 342-349, 2009.
NUNES CARVALHO, JOAO LUIS; PELEGRINO CERRI, CARLOS EDUARDO; FEIGL, BRIGITTE JOSEFINE; PICCOLO, MARISA DE CASSIA; GODINHO, VICENTE DE PAULA; HERPIN, UWE; CERRI, CARLOS CLEMENTE. CONVERSION OF CERRADO INTO AGRICULTURAL LAND IN THE SOUTH-WESTERN AMAZON: CARBON STOCKS AND SOIL FERTILITY. Scientia Agricola, v. 66, n. 2, p. 233-241, 2009. Citações Web of Science: 13.
CARVALHO‚ JLN; CERRI‚ CEP; CERRI‚ CC; FEIGL‚ BJ; PÍCCOLO‚ MC; GODINHO‚ VP; HERPIN‚ U. Changes of chemical properties in an Oxisol after clearing of native Cerrado vegetation for agricultural use in Vilhena‚ Rondonia State‚ Brazil. SOIL & TILLAGE RESEARCH, v. 96, n. 1, p. 95-102, 2007.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.