Busca avançada
Ano de início
Entree

Biomateriais doadores de óxido nítrico para aplicações tópicas no auxílio à cicatrização

Processo: 06/50643-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Parceria para Inovação Tecnológica - PITE
Vigência: 01 de novembro de 2006 - 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Marcelo Ganzarolli de Oliveira
Beneficiário:Marcelo Ganzarolli de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Empresa: Cristalia Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda
Município: Campinas
Assunto(s):Óxido nítrico  Biomateriais  Cicatrização 

Resumo

Feridas crônicas, tais como úlceras de diabetes, de pressão e de estase e ulceras decorrentes de insuficiência vascular arterial ou venosa, causam níveis significantes de morbidez em milhões e pacientes a cada ano, em todo o mundo. Uma vez que se forma uma ferida, a sua cicatrização pode ocorrer de forma muito lenta ou mesmo não ocorrer devido a vários fatores, sendo as complicações vasculares associadas à disfunção endotelial, uma das principais causas de manutenção do quadro patológico. O principal objetivo deste projeto é o desenvolvimento de formulações de hidrogéis doadores de óxido nítrico (NO) para a cicatrização de feridas externas. Pretende-se que as formulações desenvolvidas possuam uma ação farmacológica efetiva na aceleração da cicatrização de tecidos, levando assim à obtenção de produtos inovadores com grande potencial de penetração no mercado de produtos médicos voltados para o tratamento e recobrimento de feridas. O projeto envolve a aplicação de um protocolo clínico junto ao Hospital Municipal de Paulínia, SP, com suporte parcial da Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos, interessada em produzir e comercializar os hidrogéis através do licenciamento de patentes da UNICAMP já depositadas e do depósito de novas patentes em co-titularidade com a UNICAMP. O desenvolvimento dos hidrogéis envolverá a síntese dos princípios ativos, a sua incorporação nos matrizes e a completa caracterização físico-química das mesmas. Esta caracterização será desenvolvida em paralelo com estudos pré-clínicos e clínicos com o objetivo de adequar as formulações aos resultados fisiológicos desejados e de definir as formas de aplicação, embalagem estocagem mais adequadas. (AU)