Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de metodologia analítica e deslignificação organossolve aplicados ao bagaço e a palha de cana-de-açúcar

Processo: 07/51755-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - PITE
Vigência: 01 de setembro de 2009 - 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Convênio/Acordo: Oxiteno
Pesquisador responsável:Antonio Aprigio da Silva Curvelo
Beneficiário:Antonio Aprigio da Silva Curvelo
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Empresa:Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Química de São Carlos (IQSC)
Município: São Carlos
Assunto(s):Cana-de-açúcar 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/publicacoes/pasta_bioen_jun2012_30.pdf

Resumo

As propostas apresentadas neste pré-projeto foram formuladas a partir da produção científica e da experiência acumuladas em 20 anos dedicados ao estudo de caracterização, deslignificação e produção de derivados a partir de materiais lignocelulósicos, com especial atenção ao bagaço de cana-de-açúcar. O projeto proposto está focado em duas linhas gerais: o estudo da solvência da lignina através das reações de deslignificação e o desenvolvimento de metodologia de análise dos componentes dos materiais lignocelulósicos, em especial aplicados ao bagaço e a palha da cana-de-açúcar. O processo de deslignificação será estudado visando a recuperação das ligninas presentes na cana-de-açúcar e como pré-tratamento visando a hidrólise da fração de polissacarídeos, com especial atenção à produção de açúcares a partir de celulose. Os processos de solvência da lignina serão estudados utilizando-se basicamente três processos: convencional, organossolve e organossolve em conjunto com fluído supercrítico. Como conseqüência do uso deste último processo, a hidrólise ácida de celulose e hemicelulose também serão estudadas. A técnica que emprega fluidos no estado supercrítico pode permitir a hidrólise de açúcares sem a prévia separação das ligninas presentes na palha e no bagaço da cana-de-açúcar. Os métodos de caracterização de materiais lignocelulósicos existentes foram desenvolvidos e otimizados para madeiras. Devido às características diferenciadas das gramíneas e resíduos agrícolas (em especial do bagaço de cana-de-açúcar brasileiro), o desenvolvimento dos métodos existentes e o estudo de novos métodos de análise, assim como dos processos de deslignificação, específicos para este tipo de material tornam-se imperativos. A não existência de metodologia específica leva a obtenção de resultados inadequados e dificultam tanto o planejamento quanto a interpretação de resultados de diferentes operações empregadas no tratamento destas matérias-primas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALVES GURGEL, LEANDRO VINICIUS; BORGES PIMENTA, MARIA TERESA; DA SILVA CURVELO, ANTONIO APRIGIO. Ethanol-water organosolv delignification of liquid hot water (LHW) pretreated sugarcane bagasse enhanced by high-pressure carbon dioxide (HP-CO2). INDUSTRIAL CROPS AND PRODUCTS, v. 94, p. 942-950, DEC 30 2016. Citações Web of Science: 6.
ALVES GURGEL, LEANDRO VINICIUS; BORGES PIMENTA, MARIA TERESA; DA SILVA CURVELO, ANTONIO APRIGIO. Enhancing liquid hot water (LHW) pretreatment of sugarcane bagasse by high pressure carbon dioxide (HP-CO2). INDUSTRIAL CROPS AND PRODUCTS, v. 57, p. 141-149, JUN 2014. Citações Web of Science: 30.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.