Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da resposta imune celular em bezerros imunizados com as proteínas principais de superfície de membrana (Msps) da cepa Jaboticabal da Anaplasma marginale

Resumo

A anaplasmose é uma doença hemoparasitária de bovinos causada por Anaplasma marginale. É uma doença de grande importância econômica na maioria das regiões tropicais e subtropicais do mundo. A fase aguda da doença é caracterizada por anemia severa, perda de peso, febre, abortamento, redução da produção de leite e geralmente morte. Bovinos que se recuperam da infecção aguda permanecem persistentemente infectados servindo como reservatórios para transmissão biológica por vetores como os carrapatos Ixodideos e mecanicamente por moscas hematófagas. Esses animais estão protegidos de doença clínica quando desafiados com cepas homológas e parcialmente protegidos quando desafiados com cepas heterólogas. Dentre os métodos de controle da doença tem-se a premunição que consiste em inoculação de sangue infectado de animais portadores de Anaplasma, e as vacinas de organismos atenuados (A. marginale ou A centrale), que tem sido usadas durante muitos anos. Tendo em vista a necessidade de uma estratégia de vacinação aprimorada no controle de anaplasmose, este estudo tem como objetivo imunizar bovinos com as proteínas principais de superfície de membrana (MSPs) do A. marginale. Os bovinos (n = 8) serão divididos em dois grupos si experimentais, grupo 1 (n = 3) animais controle que receberão adjuvante somente no mesmo intervalo de tempo e número de doses como descrito a seguir, e o grupo 2 (n = 5) animais que serão imunizados com as MSPs + adjuvante de Freund completo e/ou incompleto, que receberão três doses da vacina em intervalos de três semanas. Posteriormente todos os grupos serão desafiados a campo. Os animais serão monitorados clinicamente quanto a temperatura, hematócrito e sinais clínicos durante todo o período experimental e durante 45 dias após o desafio. A resposta imune celular será avaliada através da detecção quantitativa do INF-γ, das interleucinas IL-2, IL-4 e IL-10, TNF-α, TNF-ß através da técnica transcriptase reversa da Reação em Cadeia da Palimerasee (RT-PCR) e realização da imunomarcação das células T CD4+, CD8+ e da óxido sintetase (iNOS) em cortes parafinados do linfonodo pré-escapular dos animais experimentais antes e após a imunização dos animais. A resposta imune humoral será avaliada através da técnica imunoenzimática ELISA indireto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)