Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanocompósitos argila organifílica/borracha - NAOB

Processo: 06/60830-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Guillermo Ruperto Martín Cortés
Beneficiário:Guillermo Ruperto Martín Cortés
Empresa:Indústria de Artefatos de Borracha Esper Ltda
Município: São Paulo
Auxílios(s) vinculado(s):11/51056-0 - Nanocompósitos de argila organofílica/borracha, AP.PIPE3
11/52016-2 - Nanocompósitos de argila organofílica/borracha, AP.PIPE3
Bolsa(s) vinculada(s):09/01698-6 - Nanocompósitos argila organofílica/borrachas - NAOB, BP.TT
09/00752-7 - NAOB®: nanocompósitos argila organofílica: borrachas, BP.TT
07/54537-4 - Nanocompósitos Argila Organofílica/Borracha: NAOB, BP.PIPE
Assunto(s):Nanocompósitos  Argilas organofílicas  Borracha  Jateamento abrasivo 

Resumo

O Depto. de Engenharia Metalúrgica e de Materiais da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - PMT-EPUSP vem pesquisando a produção e caracterização de argilas organofílicas desde 1991, assim como a obtenção de diversos tipos de nanocompósitos argila/polímeros desde o início da década de 2000. Ultimamente vem pesquisando a obtenção de nanocompósitos argila organofílica/borracha - NAOB, onde uma pequena quantidade de argila organofílica substitui o negro de fumo, mantendo-se ou melhorando, as propriedades finais do material obtido. As argilas organofílicas vêm ganhando importância a nível mundial dado seus usos nos nanocompósitos argila/polímero, materiais com elevado potencial de uso. A Indústria de Artefatos de Borracha ESPER Ltda. com mais de trinta anos de trabalho, produz vários tipos de produtos manufaturados de borracha como tapetes para uso geral e para a indústria automotiva. Em parceria com o PMT¬-EPUSP esta indústria pesquisou a reciclagem de luvas cirúrgicas e apoiou os trabalhos preliminares de obtenção de nanocompósitos argila organofílica/borracha - NAOB que resultaram em recente defesa de mestrado. Dadas às propriedades dos nanocompósitos obtidos solicita-se o apóio da FAPESP através deste projeto PIPE para introduzir esse novo tipo de materiais no mercado. O projeto aplicará, assim, os resultados obtidos no PMT-EPUSP visando inovação industrial que aportará novas qualidades aos produtos que utilizam borracha tradicional como matéria prima. Como substitui o negro de fumo os novos produtos também contribuirão à melhora do ambiente e para a economia da sociedade. O objetivo da fase 1 da inovação tecnológica será produzir e caracterizar pisos antiderrapantes evidenciando o potencial técnico dos produtos; estudando-se a personalização dos mesmos por gravação com jato d'água abrasivo de ultra-alta pressão. Na fase 2 se aumentará a quantidade do produto argila organofílica, cuja produção atual em escala de bancada é pequena e laboriosa, à escala piloto. Com este novo material, se comercializará a produção experimental de tapetes personalizados, se estudará a mercadologia desse novo tipo de borracha ecológica, se capacitará às Indústrias Esper na nova tecnologia de personalizar os produtos com jato abrasivo e se iniciarão os estudos visando introduzir as argilas organofílicas na produção de pneumáticos. (AU)