Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de drogas para tratamento da Distrofia Muscular de Duchenne utilizando o camundongo mdx como modelo experimental

Processo: 04/07376-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2004 - 28 de fevereiro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Lucélio Bernardes Couto
Beneficiário:Lucélio Bernardes Couto
Instituição-sede: Centro de Saúde. Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Medicamentos fitoterápicos  Força muscular 

Resumo

A Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é uma doença neuromuscular, causada por mutações no gene da distrofina (dys), uma proteína fibrosa do sarcolema, componente do complexo que liga o citoesqueleto à matriz extramuscular. A presença de distrofina truncada não funcional na DMD leva a uma fraqueza muscular progressiva proximal que culmina no óbito por falência cardíaca ou respiratória. Diferentes abordagens terapêuticas, farmacológicas e genéticas estão em andamento para as distrofinopatias sem existir, ainda, a cura definitiva para essas doenças. O presente trabalho tem por objetivo avaliar a atividade de diversos fármacos, incluindo fitoterápicos da flora brasileira, administrados por via intraperitonial por período de doze semanas em camundongos mdx, na alteração da força e na prevenção da degeneração muscular decorrentes da exposição do animal a exercícios físicos compulsórios. O possível efeito será avaliado por meio da análise semanal da força muscular, além de avaliações bioquímicas e histopatológicas. Espera-se que o uso contínuo de algum dos produtos testados possa permitir uma diminuição da degeneração muscular, sugerindo novas terapias no tratamento clínico da DMD. (AU)