Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de Reação de PCR no diagnóstico rápido de vírus neurotrópicos

Processo: 04/07461-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2004 - 30 de setembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Charlotte Marianna Hársi
Beneficiário:Charlotte Marianna Hársi
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Meningite asséptica  Reação em cadeia da polimerase em tempo real  Reação em cadeia da polimerase multiplex  Herpesviridae  Enterovirus 

Resumo

Doenças do Sistema Nervoso Central são responsáveis por altos índices de mortalidade e morbidade, podendo ser causadas por diversas etiologias dentre elas os microrganismos como bactérias, vírus, fungos e protozoários. Dentre as meningites, aquelas de etiologia viral são consideradas as mais freqüentes, seguidas da meningite bacteriana. Contudo, as meningites bacterianas, são as mais graves, sendo necessária uma constante vigilância epidemiológica. No Brasil, as meningites mostram-se de grande relevância epidemiológica, segundo a FUNASA, na última década, foram notificados, em média, 28 mil casos anuais de meningites. Os Enterovirus são os principais agentes etiológicos das meningites, sendo responsáveis por 85% dos casos. De transmissão entérica, atingem principalmente as faixas-etárias mais jovens e de classe econômica baixa. Os Enterovirus são responsáveis por surtos epidêmicos de meningites por todo o mundo. Em países de clima temperado, estes surtos são relatados principalmente no verão e outono. Em países de clima tropical, porém, a sazonalidade não está relacionada a surtos epidêmicos, sendo estes relatados durante todo o ano. Os herpesvírus são responsáveis por inúmeras manifestações clínicas. Devido a sua capacidade de latência, muitas vezes a infecção primária e a doença reativada podem acometer tipos diferentes de células e apresentar quadros clínicos também diferentes. Dentre a família Herpesviridae, os Herpes simplex constituem a causa mais comum de encefalite esporádica grave levando a mortalidade e morbidade significativas. Os sintomas causados pelas meningites são, principalmente cefaléia intensa, febre e rigidez na nuca. Nesta fase do diagnóstico clínico é importante a distinção entre as meningites virais e a bacteriana. O diagnóstico laboratorial convencional inclui: análise físico-química do líquor, no qual se pode fazer uma diferenciação entre as meningites bacterianas e virais, sendo estas classificadas principalmente pela aparência turva ou límpida, respectivamente. No entanto, nem sempre este diagnóstico é conclusivo. A identificação do agente etiológico é de grande importância para uma melhor definição da conduta terapêutica. Para identificação do agente viral pode ser utilizado o isolamento em linhagens celulares e testes sorológicos, porém a principal desvantagem do uso destes métodos está relacionada à demora na conclusão dos resultados. Baseado na necessidade do uso de técnicas de diagnóstico rápido das meningites e meningoencefalites assépticas, este projeto visa à aplicação de técnicas moleculares no diagnóstico destas patologias. (AU)