Busca avançada
Ano de início
Entree

O estudo do FAS solúvel como preditor de resistência ao tratamento de eritropoiteina recombonante humana no paciente com insuficiência renal crônica

Processo: 04/09170-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2004 - 31 de outubro de 2005
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Miguel Cendoroglo Neto
Beneficiário:Miguel Cendoroglo Neto
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Insuficiência renal crônica  Citocinas  Eritropoietina  Anemia 

Resumo

O Fas solúvel é uma proteína de 45 kDáltons presente no plasma e associado ao controle da apoptose de leucócitos e células endoteliais. Recentemente foi demonstrado que os níveis séricos de Fas solúvel estão aumentados na Insuficiência Renal Crônica (IRC) e pode estar associada à inflamação, doença cardio-vascular e anemia. Este é um estudo de corte-transversal, o qual terá como objetivo, estudar a população de pacientes com IRC em tratamento conservador- pré-dialitico (estágio III e IV) e em pacientes em Hemodiálise (HD) e diálise peritoneal (DP): os níveis séricos e correlações de Fas solúvel, marcadores inflamatórios séricos (Proteína C Reativa, Interleucina-1, Interleucina-6, Fator de Necrose Tumoral alfa- TNF alfa, Interferon Gama, Ferritina, Albumina), um marcador anti-inflamatório sérico (Interleucina-10) e Eritropoietina (EPO) sérica. Também serão estudadas as doses e vias de administração utilizadas de EPO recombinante humana, níveis hematimétricos (Hemoglobina, Hematócrito), estoques de Ferro (Ferro, Ferritina, Saturação de Transferrina), e níveis de PTH, cálcio e fósforo. (AU)