Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade bacteriana em solos da Amazônia: variabilidade dos gêneros associados aos processos de transformação do nitrogênio

Processo: 04/12689-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2005 - 30 de junho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Brigitte Josefine Feigl
Beneficiário:Brigitte Josefine Feigl
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Bactérias  Diversidade  Eletroforese em gel de gradiente desnaturante  Solos  Amazônia 

Resumo

As florestas tropicais da Amazônia são sabidamente ecossistemas que abrigam alta biodiversidade, porém pouca atenção tem sido dada à presença de mais de 10 mil genomas de bactérias contidos em um único grama de solo. O principal uso agrícola das áreas desmatadas consiste no plantio de pastagens para a pecuária, resultando em alterações dos ciclos biogeoquímicos. Estudos já realizados mostraram que essas alterações estão relacionadas com formas distintas de nitrogênio mineral, de maneira que na floresta o teor de NO3- é semelhante ou maior que o de NH4, enquanto na pastagem os teores de N mineral consistem quase que exclusivamente de NH4+. A nitrificação litotrófica, processo de transformação seqüencial de NH4+ via NO2- para NO3-, é catalisado por dois grupos filogenéticos distintos de bactérias da família Nitrobacteriaceae, as oxidadoras de amônio (AOB) e as oxidadoras de nitrito (NOB). A mudança no uso da terra pode direcionar a predominância de grupos específicos de bactérias associadas à nitrificação nos diferentes sistemas, ou ainda ocasionar perdas significativas na diversidade dos microrganismos como um todo. Supõe-se que o crescimento da vegetação secundária, denominada capoeira, pode restabelecer parte dessa biodiversidade. No caso da comunidade microbiana do solo, os estudos sobre diversidade são complexos, devido às dificuldades de identificação das espécies, bem como de isolamento dos microrganismos que se encontram, freqüentemente, ligados aos minerais de argila e/ou à matéria orgânica. Eletroforese em gel de poliacrilamida com gradiente desnaturante (DGGE) é freqüentemente aplicada em estudos de ecologia microbiana. Os produtos da amplificação são analisados em gel de eletroforese. Genes com teores distintos de G+C formam diferentes padrões de bandas, distintos para cada comunidade. Se outras informações forem necessárias, as bandas podem ser extraídas, clonadas, segtienciadas e essas seqüências comparadas com seqüências depositadas em bancos de dados. A técnica DGGE de fragmentos de rDNA 16S amplificados por PCR tem sido aplicada em estudos comparativos da diversidade de bactérias em solos, águas contaminadas, exsudatos de raízes e variação na diversidade de Archaea. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CENCIANI, KARINA; LAMBAIS, MARCIO RODRIGUES; CERRI, CARLOS CLEMENTE; BASILIO DE AZEVEDO, LUCAS CARVALHO; FEIGL, BRIGITTE JOSEFINE. BACTERIA DIVERSITY AND MICROBIAL BIOMASS IN FOREST, PASTURE AND FALLOW SOILS IN THE SOUTHWESTERN AMAZON BASIN. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, n. 4, p. 907-916, JUL-AUG 2009. Citações Web of Science: 27.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.