Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho físico-mecânico de painéis LVL de Pinus tropicais da região de São Paulo

Processo: 04/13790-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2005 - 31 de agosto de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Estruturas
Pesquisador responsável:Adriano Wagner Ballarin
Beneficiário:Adriano Wagner Ballarin
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Estruturas de madeira  Painéis  Avaliação de desempenho  Propriedades físicas  Propriedades mecânicas 

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo principal a avaliação do desempenho físico-mecânico de painéis de lâminas paralelas LVL de Pinus tropicais, classificando-se as lâminas em classes de qualidade (baixo, médio e alto módulos de elasticidade), usando-se para isto métodos não-destrutivos, como ultra-som e ondas de tensão. As avaliações serão realizadas em painéis com lâminas de espessura de 3,0mm, provenientes da Indústria de Madeiras Caribea Ltda., localizada no município de São Manuel, SP. Através da classificação da qualidade das lâminas, serão confeccionados painéis de 9 e 17 laminas, com quatro tipos de tratamento: a) T1-LVL não homogêneo (com lâminas selecionadas aleatoriamente); b) T2-LVL homogêneo (produzido somente com lâminas classificadas com alto módulo de elasticidade); c) T3-LVL homogêneo (produzido somente com lâminas classificadas com baixo módulo de elasticidade); d) T4-LVL com lâminas combinadas (lâminas de alto módulo de elasticidade na capa e contra-capa e baixo módulo de elasticidade no miolo). As propriedades dos painéis serão avaliadas pelos métodos não-destrutivos de ondas de tensão (stress wave method) e ultra-som, determinando-se, respectivamente, o módulo dinâmico (Ed) e a constante dinâmica (CLL) de cada painel. Através de corpos-de-prova retirados dos painéis, serão realizados ensaios de flexão estática, cisalhamento longitudinal, compressão paralela e perpendicular às fibras, resistência da colagem ao esforço de cisalhamento, teor de umidade e densidade, seguindo-se as recomendações das normas ASTM 5456 e NBR 9533. Na avaliação da qualidade dos painéis os valores médios das propriedades do LVL serão comparados com as especificações das normas americanas e europeias utilizadas para este produto e também com os valores obtidos em outros estudos encontrados na literatura. (AU)