Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de filmes fotocatalisadores namoestruturados para aplicação no tratamento de resíduos de pesticidas em água

Processo: 07/55701-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 30 de abril de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:José Roberto Garbin
Beneficiário:José Roberto Garbin
Empresa:Natureza Ativa Indústria e Comércio de Fotoreator Ltda. - ME
Município: São Carlos
Bolsa(s) vinculada(s):08/11047-0 - Desenvolvimento de filmes fotocatalisadores nanoestruturados para aplicação no tratamento de resíduos de pesticidas em água., BP.TT
Assunto(s):Agrotóxicos  Espectroscopia  Tratamento de água  Dióxido de titânio  Descontaminação  Nanopartículas 

Resumo

Resíduos de pesticidas são um grave problema de contaminação de água: não são eliminados por métodos tradicionais de tratamento e apresentam efeito cumulativo no organismo humano. A fotólise destes resíduos por radiação ultravioleta é um método alternativo proposto com sucesso em laboratório. Porém, para atingir sua completa mineralização é necessário o auxílio de um fotocatalisador eficiente, sendo esta uma das principais limitações pelas quais ainda não se dispõe de um foto-reator para pesticidas comercializado em larga escala. A Embrapa desenvolveu e licenciou um Modelo de Utilidade de foto-reator para resíduos de pesticidas, com a finalidade de tratar a água usada na lavagem de roupas e equipamentos de pulverização, evitando que tais resíduos sejam descartados no ambiente Para que ele seja viabilizado comercialmente é necessário que o equipamento agregue um fotocatalisador de alta eficiência e que não onere demasiadamente seu custo de fabricação. Este projeto tem como objetivo central desenvolver um fotocatalisador baseado em filmes de Ti02 nanoestruturado, depositado em substratos de vidro, que apresente alta eficiência fotocatalítica com baixo custo de fabricação e alta durabilidade quando em uso nos foto-reatores. Os filmes serão modificados com Nitrogênio e Prata aumentando sua atividade catalítica e gerando um diferencial competitivo e inovador. O Ti02 será sintetizado através do método dos precursores poliméricos. Os filmes serão caracterizados espectroscopicamente e sua eficiência fotocatalítica será testada em laboratório e "in situ", simulando condições reais de tratamento. Ao final, pretende-se propor um modelo de foto-reator cataIítico, baseado em filmes de Ti02 nanoestruturado, que seja capaz de tratar pequenos volumes de água contaminada com alta concentração de resíduos de pesticidas. (AU)