Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da estratégia de avaliação ergométrica nas propriedades mecânico-ventilatórias pulmonares e suas respostas ao uso de broncodilatador inalado em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

Resumo

As respostas mecânico-ventilatórias apresentam papel crucial na redução da tolerância ao exercício em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). A magnitude das demandas ventilatórias e a hiperinsuflação dinâmica são influenciados pela modalidade de exercício, sendo provavelmente maiores na deambulação do que na cicloergometria. O impacto prático destas diferenças - por exemplo, na resposta à broncodilatação - não foi previamente estabelecido. Com este intuito, 20 pacientes com DPOC moderada-a-grave serão submetidos, em experimento duplo-cego e randomizado, a 2 testes em cada modalidade, com a utilização de placebo ou broncodilatador (BD). Serão determinadas as respostas metabólicas, ventilatórias e cardiovasculares, com obtenção de alças fluxo-volume no exercício. A partir destes dados, será possível contrastar o grau de hiperinsuflação pulmonar, limitação ventilatória (% do volume corrente limitado por fluxo), dispnéia de esforço e capacidade de exercício nos dois tipos de atividade, em resposta às duas situações experimentais (placebo ou BD). (AU)