Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia e biogeografia dos Monogenoidea (Platyhelminthes: Cercomeromorpha) parasitos de Potamotrygonidae (Condrichthyes: Rajiformes: Myliobatoidei)

Processo: 05/01299-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2005 - 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Fernando Portella de Luna Marques
Beneficiário:Fernando Portella de Luna Marques
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biogeografia  Filogeografia  Raias 

Resumo

Dentre os vários grupos que compreendem a ictiofauna Neotropical de origem marinha, existe um grupo peculiar de elasmobrânquios taxonomicamente inseridos dentro da família Potamotrygonidae. As raias incluídas nesta família representam os únicos elasmobrânquios exclusivamente de água doce, embora pertençam a um grupo mais inclusivo de raias predominantemente marinhas (Myliobatiformes) cujo alguns representantes invadem ocasionalmente ambientes estuarinos. Evidências morfológicas e moleculares sugerem que a família Potamotrygonidae é monofilética, grupo-irmão de representantes anfi-americanos de Himantura, com provável origem a partir do isolamento da fauna marinha Caribenha via incursões marinhas no Paleo-Amazonas-Orinoco durante o Mioceno. A complexa origem dos potamotrygonídeos resultou em uma fauna de parasitas que está representada por alguns grupos predominantemente marinhos e outros exclusivamente dulcícolas; o que torna esse grupo um modelo interessante para estudos de associação histórica entre parasitas, hospedeiros e regiões biogeográficas. Esta fauna de parasitas é incipientemente conhecida e os processos responsáveis pelos padrões de diversificação desses organismos dependem ainda da descrição adequada da diversidade de parasitas associados aos potamotrigonídeos. Embora estudos recentes tenham documentado a fauna de cestóideos de potamotrygonídeos, outros grupos nunca foram abordados de forma adequada. Adicionalmente, os próprios hospedeiros ainda carecem de tratamento taxonômico adequado e o conceito atual de muitas espécies nominais de Potamotrygonidae é ambíguo, principalmente para espécies com presumível ampla distribuição geográfica. Este projeto visa contribuir para o conhecimento desse sistema parasita/hospedeiro centrando esforços em elucidar a diversidade de um grupo de parasitas para o qual atualmente se conhecem apenas 2 espécies nominais e definir os limites de uma espécie de hospedeiro que sofre de caracterização inequívoca. Dentro deste contexto, essa proposta se compromete a: (1) descrever a diversidade de monogenóideos parasitos de Potamotrygonidae com o auxílio de dados morfológicos e moleculares; (2) propor uma hipótese filogenética para os parasitos a partir de evidência total (i.e., análise filogenética simultânea de dados morfológicos e moleculares); (3) caracterizar os componentes e a estrutura histórica da fauna parasitária de monogenóideos de Potamotrygon orbignyi de diversas bacias hidrográficas; (4) propor uma hipótese filogeográfica para P. orbignyi baseada em dados moleculares; e (5) elucidar os processos co-evolutivos e biogeográficos responsáveis pelos padrões de diversificação do sistema parasito-hospedeiro em várias escalas temporais (i.e., biogeográfica e filogeográfica). (AU)

Publicações científicas (12)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARQUES, FERNANDO P. L.; REYDA, FLORIAN B. Rhinebothrium jaimei sp n. (Eucestoda: Rhinebothriidea: Rhinebothriidae): a new species from Neotropical freshwater stingrays (Potamotrygonidae). FOLIA PARASITOLOGICA, v. 62, SEP 25 2015. Citações Web of Science: 4.
DA SILVA, JOAO PAULO C. B.; DE CARVALHO, MARCELO R. Systematics and morphology of Potamotrygon orbignyi (Castelnau, 1855) and allied forms (Chondrichthyes: Myliobatiformes: Potamotrygonidae). Zootaxa, v. 3982, n. 1, p. 1-82, JUL 8 2015. Citações Web of Science: 13.
DOMINGUES, M. V.; MARQUES, F. P. L. Phylogeny and taxonomy of Potamotrygonocotyle Mayes, Brooks & Thorson, 1981 (Monogenoidea: Monocotylidae) with a description of four new species. JOURNAL OF HELMINTHOLOGY, v. 85, n. 4, p. 353-380, DEC 2011. Citações Web of Science: 8.
REYDA, FLORIAN B.; MARQUES, FERNANDO P. L. Diversification and Species Boundaries of Rhinebothrium (Cestoda; Rhinebothriidea) in South American Freshwater Stingrays (Batoidea; Potamotrygonidae). PLoS One, v. 6, n. 8 AUG 3 2011. Citações Web of Science: 13.
DE CARVALHO, MARCELO R.; PEREZ, MARK H. SABAJ; LOVEJOY, NATHAN R. Potamotrygon tigrina, a new species of freshwater stingray from the upper Amazon basin, closely related to Potamotrygon schroederi Fernandez-Yepez, 1958 (Chondrichthyes: Potamotrygonidae). Zootaxa, n. 2827, p. 1-30, APR 21 2011. Citações Web of Science: 21.
DA SILVA, JOAO PAULO C. B.; DE CARVALHO, MARCELO R. A taxonomic and morphological redescription of Potamotrygon falkneri Castex & Maciel, 1963 (Chondrichthyes: Myliobatiformes: Potamotrygonidae). Neotropical Ichthyology, v. 9, n. 1, p. 209-232, JAN-MAR 2011. Citações Web of Science: 10.
DOMINGUES, MARCUS V.; MARQUES, TAISA M. Ergasilus trygonophilus sp nov (Copepoda: Ergasilidae) a branchial parasite of freshwater stingrays (Potamotrygonidae) from state of Para, Brazil. Zoologia, v. 27, n. 5, p. 829-833, OCT 2010. Citações Web of Science: 3.
PEPATO, ALMIR R.; DA ROCHA, CARLOS E. F.; DUNLOP, JASON A. Phylogenetic position of the acariform mites: sensitivity to homology assessment under total evidence. BMC Evolutionary Biology, v. 10, AUG 2 2010. Citações Web of Science: 73.
LOVEJOY, NATHAN R.; LESTER, KRISTIE; CRAMPTON, WILLIAM G. R.; MARQUES, FERNANDO P. L.; ALBERT, JAMES S. Phylogeny, biogeography, and electric signal evolution of Neotropical knifefishes of the genus Gymnotus (Osteichthyes: Gymnotidae). Molecular Phylogenetics and Evolution, v. 54, n. 1, p. 278-290, JAN 2010. Citações Web of Science: 53.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.