Busca avançada
Ano de início
Entree

Prospecção funcional de genes diferencialmente expressos na esteatohepatite não alcoólica em camundongos obesos (OB/OB) submetidos a dieta deficiente em colina e metionina: efeito do S-nitroso-N-acetilcisteína (SNAC)

Processo: 05/51188-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2005 - 31 de maio de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Claudia Pinto Marques Souza de Oliveira
Beneficiário:Claudia Pinto Marques Souza de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Camundongos obesos  Fígado gorduroso  Gastroenterologia  Obesidade  Expressão gênica  Deficiência de colina  S-nitroso-N-acetilcisteína 

Resumo

Fatores genéticos responsáveis pelo desenvolvimento de resistência à insulina e do estresse oxidativo podem estar envolvidos na patogênese da NASH. Polimorfismos em genes que codificam proteínas envolvidas no metabolismo e estoque hepático de lípides também têm sido descritos. Nosso grupo demonstrou em ratos, inibição completa da esteatose hepática e redução da peroxidação lipídica no fígado com o uso de um doador de NO (SNAC). No modelo de camundongos obesos (ob/ob) observou-se inibição completa da esteatohepatite pelo SNAC. Além disso, estudos iniciais de nosso grupo têm demonstrado ativação da MTP (proteína microssomal transportadora de triglicérides) pelo SNAG. Desta forma, a hiperexpressão de alguns genes na esteatohepatite em camundongos ob/ob pode ser influenciada por drogas como o SNAG ou dietas, podendo a droga ou dieta, exercerem algum papel na indução de alguns genes. Em virtude dos escassos conhecimentos fisiopatológicos e tratamento eficaz acerca da NASH objetiva-se identificar em camundongos obesos ob/ob portadores de NASH à resposta terapêutica ao SNAC, por meio da prospecção de genes diferencialmente expressos. (AU)