Busca avançada
Ano de início
Entree

Patógenos oportunistas emergentes e reemergentes, um novo desafio. relevância do gênero Trichosporon

Processo: 05/51588-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2006 - 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Olga Fischman Gompertz
Beneficiário:Olga Fischman Gompertz
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tricosporonose 

Resumo

A incidência de micoses oportunísticas em pacientes imunocomprometidos, tais como leucêmicos, transplantados, diabéticos, doentes em uso de quimioterapia e com síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids), tem aumentado substancialmente nos últimos anos. Avanços no regime terapêutico são necessários, especialmente para população mais susceptível. Micoses oportunísticas, como tricosporonoses, fusarioses e scedosporíose, têm se revelado altamente resistentes aos regimes terapêuticos com antifúngicos convencionais e apresentam elevado índice de morbidade e mortalidade. Entender a ecologia, epidemiologia e os mecanismos de patogênese dos fungos oportunistas, através da caracterização microbiológica, polimorfismo fenotípico e genético, resistência aos antifúngicos e fatores associados ã virulência, constitui uma importante ferramenta para o desenvolvimento de medidas de controle e promissores, com citocinas, associadas ou não, a antígenos ou antifúngicos serão utilizadas na terapêutica da tricosporonose merina experimental. Essas abordagens possibilitarão melhor conhecimento das relações entre microrganismos oportunistas e o hospedeiro, e poderão servir como modelo para outras micoses oportunísticas. (AU)