Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação dos novos fatores de virulência em Escherichia coli enteropatogênica atípica (EPEC atípica)

Processo: 05/55635-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2005 - 31 de outubro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Isabel Cristina Affonso Scaletsky
Beneficiário:Isabel Cristina Affonso Scaletsky
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Diarreia  Escherichia coli enteropatogênica atípica  Escherichia coli enteropatogênica  Escherichia coli  Fatores de virulência 

Resumo

O aumento dos conhecimentos e a sofisticação dos recursos nos últimos anos alteraram a definição da Escherichia coli enteropatogênica (EPEC). São chamadas de EPEC típicas as amostras de E. coli que apresentam o plasmídio EAF ("E. coli adherence factor"), as quais provocam lesões A/E (eae+), e não são produtoras de toxina Shiga, enquanto que as EPEC atípicas são aquelas que não possuem o plasmídio EAF. Ultimamente, as EPEC atípicas se tornaram os agentes bacterianos mais comuns em nosso meio, associados a diarréia em crianças. Nas infecções por EPEC a aderência bacteriana e transdução de sinais através de proteínas efetoras, são importantes para o desenvolvimento do processo diarréico. Recentemente, foram descritos novas adesinas e efetores envolvidos no processo de adesão e patogênese de amostras de E. coli eae+. O presente projeto tem como objetivo investigar a ocorrência desses novos fatores de virulência nas amostras de EPEC atípicas. (AU)