Busca avançada
Ano de início
Entree

Selecao do sexo em bovinos e equinos.

Processo: 05/56766-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2006 - 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Frederico Ozanam Papa
Beneficiário:Frederico Ozanam Papa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinos  Equinos 

Resumo

A sexagem de espermatozóides, para a obtenção de doses de sêmen com alta percentagem de gametas portadores do cromossomo X ou Y, poderá tornar ainda mais relevante o papel da inseminação artificial na maximização do progresso genético entre gerações, na produtividade e retorno econômico em algumas atividades pecuárias, na reprodução assistida em mamíferos e aconselhamento genético na espécie humana. Constituem objetivos, para o presente projeto: a) produzir amostras de sêmen enriquecidas com espermatozóides portadores dos cromossomos X ou Y, na espécie eqüina por centrifugação em gradiente contínuo de Percoll ou lodixanol; b) em bovinos e eqüinos, analisar o perfil protéico de espermatozóides X e Y, por meio da imunização heteróloga, utilizando espermatozóides e extrato de membranas provenientes de sêmen sexado. A partir desses anticorpos, desenvolver um método imunológico utilizando os anticorpos específicos que permitam a aglutinação preferencial e, consequentemente, à separação da população de espermatozóides X ou Y. Alternativamente, desenvolver um método imunológico que permita a ligação de anticorpos específicos, previamente acoplados a contas de polímero, aos espermatozóides X ou Y dessas duas espécies tornando-os mais pesados e, consequentemente, com maior velocidade de sedimentação durante a centrifugação o que poderá melhorar a reprodutibilidade de separação das duas populações; Após os tratamentos, os espermatozóides serão utilizados para congelação, inseminação artificial e produção de embriões para controle de qualidade. A validação dos resultados será feita pela PCR dos embriões. Para tornar mais ágil o processo de validação dos resultados, o DNA dos espermatozóides será utilizado para amplificação e quantificação pela PCR em tempo real dos genes SRY e XIST o que permitirá verificar, logo após a centrifugação, se esta enriqueceu a amostra com espermatozóides X. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)