Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de espécies crípticas do complexo bankia fimbriatula moll & roch, 1931 através do sequenciamento de regiões dos genomas nuclear e mitocondrial

Processo: 05/58891-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2006 - 20 de maio de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Maria Cristina Arias
Beneficiário:Maria Cristina Arias
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biodiversidade  Marcador molecular  Genoma mitocondrial 

Resumo

Os bivalves da família Teredinidae são os mais especializados na perfuração e na digestão de madeira. A classificação dos teredinídeos baseia-se principalmente nas paletas, sendo os sifões e a concha, também utilizados com essa finalidade, mas sem muito sucesso. O gênero Bankia Gray, 1842 apresenta os maiores problemas na diagnose específica, principalmente pela grande variação observada nas paletas. Durante o projeto de Doutorado "O gênero Bankia Gray, 1842 do litoral brasileiro", financiado pela FAPESP (Proc. 99/07325-3) uma das espécies analisadas, Bankia fimbriatula, continuou a suscitar dúvidas de identificação, devido à enorme variabilidade observada em suas paletas. Por esse motivo, o objetivo do presente trabalho é fazer uso de uma nova ferramenta, no caso, a variabilidade do DNA mitocondrial e nuclear, para tentar identificar com mais facilidade e precisão essa espécie e possíveis espécies crípticas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.