Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um equipamento para monitoramento minimamente invasivo da pressão intracraniana

Resumo

Na primeira fase do presente projeto foi desenvolvido um equipamento minimamente invasivo para monitorar a pressão intracraniana (PIC). Nossa proposta consiste na utilização de um extensômetro de resistência elétrica, do tipo diafragma ou SR-4 de ¼ de ponte capaz de captar as deformações ósseas decorrentes da variação da PIC, um módulo analógico digital, para transferir os dados para um monitor de parâmetros clínicos ou computador e um software LabView, para interpretar os resultados. Nossa proposta se propõe satisfazer uma demanda mundial vigente por sistemas não invasivos ou pelo menos minimamente invasivos para monitoramento da PIC.No Brasil, a demanda atual é da ordem de 157.000 ocorrências/ano segundo o DATASUS. Atualmente, todos os métodos comerciais existentes são invasivos, gerando riscos de infecções e traumas decorrentes da técnica. Diversas tentativas de medir a PIC utilizando métodos não invasivos, tais como ultrassom, imagens tomográficas e de ressonância, não se mostraram comercialmente viáveis ou só fazem medidas instantâneas, sem permitir realizar leituras dinâmicas. Além destes aspectos os custos são elevados e até proibitivos. Não existem equipamentos não invasivos em uso nem sendo comercializados. O protótipo de nosso equipamento foi montado, testado e atingiu o objetivo planejado. Entretanto, há ainda desafios a serem transpostos para que este protótipo se transforme em um equipamento médico devidamente certificado e que atenda plenamente aos múltiplos objetivos aos quais se destina. Vários testes e experimentos deverão ainda ser realizados até que tenhamos um equipamento seguro, fidedigno e de comercialização garantida que poderá ser utilizado em outras áreas, assim abrindo novos mercados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Projetos de inovação em saúde salvam vidas 
Brazilian healthtech firm makes leap in internationalization plan to reach 1 billion people 
Una <i>health tech</i> brasileña planea su expansión para llegar a 1.000 millones de personas 
Estudo da UFSCar sobre pressão intracraniana busca voluntários 
Pesquisadores da UFSCar buscam voluntários para avaliação não invasiva da pressão intracraniana 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Cráneo preservado 
Cráneo preservado 
Bajo presión 
Sob pressão 
Cerebro bajo vigilancia 
Cérebro vigiado 
Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Brain4care dá salto em plano de internacionalização para impactar 1 bilhão de pessoas 
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (11 total):
Mais itensMenos itens
UOL: Sem furos! Brasileiro cria sensor que mede pressão dentro da cabeça (21/Set/2020)
Pequenas Empresas & Grandes Negócios online: Empresa brasileira que mede pressão intracraniana começa a operar nos EUA (05/Mar/2020)
Innovaspain (Espanha): Brain4care: monitorear la presión intracraneal sin perforación (07/Abr/2020)
Programa InfoSalud (Argentina): Una health tech brasileña planea su expansión para llegar a 1.000 millones de personas (27/Mar/2020)
O Imparcial (Presidente Prudente, SP) online: Anunciados investimentos empresariais no interior (11/Mar/2020)
O Diário de Mogi: Avanço na pesquisa (11/Mar/2020)
Investe São Paulo: Brain4care dá salto em plano de internacionalização para impactar 1 bilhão de pessoas (05/Mar/2020)
Negócios Disruptivos: Empresa brasileira que mede pressão intracraniana começa a operar nos EUA (05/Mar/2020)
Canal Executivo Blog: Brain4care dá salto em plano de internacionalização para impactar 1 bilhão de pessoas (03/Mar/2020)
Portal da Enfermagem: Brain4care dá salto em plano de internacionalização para impactar 1 bilhão de pessoas (03/Mar/2020)
Abradilan - Associação Brasileira dos Distribuidores de Laboratórios Nacionais : Crânio preservado (12/Jun/2019)