Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do teor de cafeína em café submetido à mutagênese química

Processo: 05/59775-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2006 - 31 de março de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Paulo Mazzafera
Beneficiário:Paulo Mazzafera
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Melhoramento genético vegetal  Café  Mutagênese  Variação genética  Cafeína  Metabolismo secundário 

Resumo

A preservação e o estudo das principais características das formas mais primitivas das plantas econômicas têm se mostrado de grande valia para os programas de melhoramento de diversas espécies vegetais e, em particular, para o cafeeiro, cuja base genética é reconhecidamente estreita. Existem evidências de que as primeiras plantações de café arábica do Brasil foram provenientes de uma única planta, originada de sementes colhidas de um cafeeiro mantido no Jardim Botânico de Amsterdã. Este, por sua vez, teria se originado de sementes coletadas na Etiópia. Deste modo, a exploração das introduções de C. arabica da Etiópia quanto à variabilidade genética para diversas características é de grande importância no melhoramento do cafeeiro. Exatamente por acreditarmos na importância da preservação de material genético é que em 2004 pudemos identificar plantas provenientes da Etiópia presentes no Banco de Germoplasma de Café do IAC com valores muito baixos de cafeína nas sementes (Silvarolla et al. 2004). Neste sentido, este projeto não parou com esta descoberta e é nosso objetivo continuar procurando mais material com variabilidade para cafeína, dentro do material introduzido da Etiópia. Além disso, uma outra possibilidade que acreditamos é a indução de mutação, ainda que trabalhos feitos na década de 60 com raios-X não tenham tido sucesso. Pretendemos usar mutagênicos químicos. Cafeína será analisada inicialmente nas folhas dessas plantas. A proposta de tentar induzir mutações reside no fato de que as plantas da Etiópia identificadas têm baixa produtividade e certamente alguns anos serão necessários para transferir a característica "ausência de cafeína" para cultivares comerciais. Assim, os estudos de metagênese serão feitos em material com alta produtividade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Trabalho de pesquisador brasileiro é destacado na <i>Nature</i> 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SAMPAIO MAYER, JULIANA LISCHKA; CARMELLO-GUERREIRO, SANDRA MARIA; MAZZAFERA, PAULO. A functional role for the colleters of coffee flowers. AOB PLANTS, v. 5, 2013. Citações Web of Science: 17.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

PROCESSO DE FRACIONAMENTO E REFINO DO ÓLEO BRUTO DE CAFÉ VERDE PI0604057-8 - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) . Paulo Mazzafera; Alvaro Bandeira Antunes de Azevedo; Theo Guenter Kieckbusch - 13 de setembro de 2006

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.