Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema seguro para monitoramento remoto da qualidade do ambiente interno

Processo: 07/59162-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2009 - 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Construção Civil
Pesquisador responsável:Osvaldo Gogliano Sobrinho
Beneficiário:Osvaldo Gogliano Sobrinho
Empresa:Abili Assessoria Técnica Comercial e Tecnologia da Informação Ltda (Abili)
Município: São Paulo
Auxílios(s) vinculado(s):12/50461-1 - Sistema seguro para monitoramento remoto da qualidade do ambiente interno, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):08/57625-4 - Sistema seguro para monitoramento remoto da qualidade do ambiente interno, BP.PIPE
Assunto(s):Automação predial  Sensoriamento remoto  Internet 

Resumo

O objetivo do projeto é verificar a viabilidade técnica de um serviço de monitoramento remoto continuo e seguro da qualidade do ambiente interno em ambientes climatizados, através de redes de sensores conectados a um servidor remoto, utilizando-se da internet. Do ponto de vista de hardware, esta arquitetura não apresenta inovações técnicas, pois a literatura apresenta inúmeros trabalhos com soluções semelhantes. Já do ponto de vista do software, a utilização de uma rede pública como a internet levanta questões sobre a segurança dos dados. Faz-se necessária a utilização de mecanismos de transporte que contemplem a segurança dos dados, particularmente nos aspectos de autenticação (acesso ao sistema somente por pessoas autorizadas), confidencialidade (acesso aos dados somente por pessoas autorizadas), integridade (não alteração dos dados durante o tráfego pela rede), autorização (usuários acessam somente dados a eles disponibilizados, segundo uma administração central) e não repudiação (não negação dos dados por quem os gerou). Estes aspectos precisam ser contemplados, sob pena de invalidação dos dados coletados. Garantida a segurança, este sistema pode proporcionar um recurso inestimável aos administradores de edifícios, não apenas como complemento aos sistemas de automação e gerenciamento predial, como também em eventuais demandas judiciais envolvendo características dos ambientes internos, notadamente os climatizados, com reconhecida influência sobre a saúde e produtividade de seus ocupantes. Inicialmente serão monitorados temperatura do ar, umidade relativa do ar, velocidade do ar, CO2, CO, e total de compostos orgânicos voláteis, parâmetros que retratam a qualidade do ar interno, tema de crescente relevância. (AU)