Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da resposta humoral e achados anatomopatológicos em carcarás (Polyborus plancus) experimentalmente infectados com Toxoplasma gondii (cepa cistogênica ME49)

Processo: 05/60670-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Karin Werther
Beneficiário:Karin Werther
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Toxoplasma gondii  Infecção experimental 

Resumo

Toxoplasma gondii é um parasito de distribuição geográfica cosmopolita que acomete o ser humano, animais domésticos e selvagens, entre eles as aves. Nessas o parasito pode ser encontrado nos eritrócitos, que são nucleados, diferentemente dos mamíferos. Dados experimentais indicam que corujas e outras aves predadoras, como os rapinantes em geral, são resistentes à toxoplasmose clínica, porém devido aos hábitos alimentares essencialmente carnívoros essas aves podem apresentar altos titules de anticorpos anti-T. gondii. O carcará (Polyborus plancus) é uma ave de rapina que ocorre amplamente em território brasileiro, tanto em área urbana como rural. Está ave pode atingir de 50 a 60 cm de comprimento, chegando a pesar em torno de 1 kg. Este trabalho tem como objetivo estudar a susceptibilidade de carcarás frente à infecção experimental com T gondii. Será determinada a cinética de anticorpos anti-T. gondii, comparando-se a resposta imune desencadeada pela infecção oral por ingestão de água contaminada com oocistos viáveis e por ingestão de roedores Calomys callosus previamente infectados pelo parasito. Será também investigada a presença de cistos teciduais de T. gondii nas aves pela análise histopatológica após o período de infecção, auxiliando no entendimento da cadeia epidemiológica da toxoplasmose silvestre. (AU)