Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo sobre a eficácia da injeção intra-vítrea e injeção sub-tenoniana de triancinolona associada a facoemulsificação para o tratamento do edema macular diabético

Processo: 05/04508-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 30 de novembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Rodrigo Jorge
Beneficiário:Rodrigo Jorge
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Clínica médica  Oftalmologia  Edema macular  Facoemulsificação  Triancinolona 

Resumo

A triancinolona é considerada um farmaco seguro quando aplicado no espaço subtenoniano e na cavidade intra-vítrea para o tratamento de doenças que requerem um período prolongado de administração de esteróides como uveítes, edema macular e proliferações intra-oculares como a neovascularização de coróide. Além disso, é um esteróide com características hidrofóbicas, o que lhe confere um tempo de ação prolongado. O Edema macular é a principal causa de redução da acuidade visual em pacientes diabéticos. A única terapêutica eficaz era a fotocoagulação com LASER verde ou azul aplicado focalmente ou em “grid”. Entretando, 24% dos olhos tratados tem reincidência e/ou persistência do espessamento retiniano, envolvendo o centro da mácula, no período de 36 meses pós-procedimento. O diagnóstico do edema macular diabético clinicamente significativo é realizado através da biomicroscopia. O exame permite a visualização de espessamento retiniano e o diagnóstico de edema macular passível de tratamento é determinado de acordo com a área de espessamento e sua localização em relação à mácula, não considerando a origem do fluido (difusa ou localizada) e o nível de espessamento das camadas retinianas envolvidas. Embora os avanços tecnológicos tenham tornado a angiofluoresceinografia um método potencialmente útil para a detecção do edema retiniano e para sua avaliação qualitativa (grau de extravazamento do contraste), várias questões ainda não são resolvidas com seu uso exclusivo, uma vez que o método não define detalhes anatômicos da retina neurossensorial envolvida pelo edema, dentre eles espessura das camadas acometidas. A tomografia de coerência óptica (OCT) é um método de imagem não invasivo e de não contato capaz de produzir imagens sem-histológicas da retina humana através de cortes seccionais com uma resolução de 10-15μm. Assim, o aspecto fisiológico do EMCS é avaliado com a angiografia fluoresceínica, já o aspecto anatômico do edema, incluindo sua extensão, presença de tração vítrea e a camada retiniana envolvida só podem ser mensurados pelo OCT. Considerando o surgimento de novas modalidades terapêuticas como injeção subtenoniana e injeção intra-vítrea de corticosteróides e vitrectomia para o tratamento do EMCS, a correlação entre a condição anatômica e fisiológica da retina tornou-se importante para detecção, indicação do método terapêutico e para seguimento do edema macular diabético. Por décadas os corticosteróides são utilizados na oftalmologia para reduzir o extravazamento vascular. Na tentativa de evitar os efeitos sistêmicos adversos e simultaneamente ter altas concentrações de cortisona no sitío de ação, atualmente realiza-se a injeção corticosteróides diretamente na cavidade vítrea ou em contato direto com a esclera posterior com resultados promissores em diversas patologias. No Brasil o tratamento com triancinolona pelas vias subtenoniana e intra-vítrea vem sendo consagrado pelo uso, como acontece nos Estados Unidos e Europa. O uso difundido deste corticóide baseia-se em diversas publicações demonstram a segurança e eficácia destes métodos. Não há, até o momento, um estudo comparativo sobre a via e a dosagem mais eficaz de triancinolona a ser administrada durante a cirurgia de facoemulsificação para o tratamento de EMCS refratário ao tratamento com LASER em diabéticos com catarata. Estudo recente de nosso grupo demonstrou que a injeção intravítrea de 4 mg de triancinolona é mais eficaz do que a infusão sub-Tenoniana de 40 mg para a redução da espessura retiniana e para a melhora da acuidade visual 3 meses após o tratamento em pacientes FÁCICOS. Dando continuidade a esta linha de investigação, pretendemos avaliar a eficácia e as complicações da injeção subtenoniana de triancinolona em comparação com a eficácia e complicações da injeção intra-vítrea de triancinolona imediatamente após o termino da cirurgia de catarata em pacientes com edema macular clinicamente significativo refratário ao tratamento convencional com LASER. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.