Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de metais pesados e drogas: associação de cadmo com Ginkgo biloba e de ciclosporina com Heteropterys aphrodisica: avaliação dos testículos quanto a modificação de estrutura, ultra-estrutura e morfometria em ratos wistar, em idade reprodutiva

Processo: 06/00052-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2006 - 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Mary Anne Heidi Dolder
Beneficiário:Mary Anne Heidi Dolder
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia celular  Cádmio  Espermatogênese  Ginkgo biloba  Ciclosporinas 

Resumo

O estudo da interação de elementos tóxicos, remédios e ervas medicinais é muito importante para avaliar casos de contaminação inconsciente, uso intencional ou até abuso de substâncias tidas como inofensivas para a saúde. Nesta linha, o cádmio tem-se mostrado um importante contaminante devido à sua alta toxicidade e também à sua bioacumulação. O alto nível de estresse oxidativo nos organismos contaminados foi identificado como sendo uma das causas da ação deletéria do cádmio. No sistema reprodutor masculino, o cádmio pode causar diminuição do peso do testículo e dos órgãos reprodutivos acessórios, pode inibir espermiogênese, causar apoptose nas células espermatogênicas e reduzir o número de células que compõem o epitélio germinativo. Assim o uso do Ginkgo biloba, que tem ação antioxidante, poderia ter uma importância terapêutica em pessoas contaminadas. Propõem se ainda estudar a ciclosporina A empregada como potente imunossupressor, amplamente usado na terapia de transplantes de órgãos e no tratamento de algumas doenças auto-imunes. Apesar de ser um importante medicamento, diversas reações colaterais são verificadas, entre estas a diminuição da produção de testosterona que acarreta inúmeras alterações no sistema reprodutivo do macho. Um vegetal que estimula a produção de testosterona, a Heteropterys aphrodisiaca, poderia aliviar estes sintomas, principalmente em jovens. Assim a associação destes elementos será estudada em ratos Wistar em idade reprodutiva, com a avaliação da estrutura, ultra-estrutura e morfometria dos testículos. Será ainda medido o nível de testosterona sérica nestes animais. (AU)