Busca avançada
Ano de início
Entree

Transmissão do dengue e sua relação com níveis de infestação e ações de controle do Aedes aegypti, São José do Rio Preto, SP

Processo: 06/00214-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2006 - 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Francisco Chiaravalloti Neto
Beneficiário:Francisco Chiaravalloti Neto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Vigilância entomológica  Transmissão de doença infecciosa  Vetores de doenças  Aedes aegypti  Dengue  Vírus da dengue  Análise espaço-temporal  Controle de vetores  São José do Rio Preto (SP) 

Resumo

Este estudo tem como objetivo analisar, no espaço e no tempo, a transmissão do dengue e sua relação com os níveis de infestação do Aedes aegypti e as medidas adotadas para o controle do vetor no período de setembro de 2001 a agosto de 2006. O estudo será realizado para a cidade de São José do Rio Preto, localizada na região noroeste do estado de São Paulo. Os casos de dengue serão georreferenciados por endereço ou através de Global Positioning System (GPS) e as atividades de vigilância entomológica e de controle do Aedes aegypti por quadra. Após, serão agrupados segundo unidades de análise (áreas geográficas contínuas com em torno de 300 edificações). Os coeficientes de incidência de casos de dengue autóctone serão calculados para as unidades de análise anualmente, que serão considerados como variável dependente. Os indicadores relativos às atividades de vigilância e controle e a incidência de casos importados, serão considerados como variáveis independentes. A análise estatística dos dados será realizada utilizando-se o Índice de Moran para avaliar a dependência espacial da variável dependente. Caso este índice revele significância estatística, as variáveis independentes serão avaliadas quanto à sua associação aos conglomerados das incidências. Este procedimento, que será realizado para cada um dos anos entre 2001 e 2006, permitirá que as variáveis mais explicativas da dependência espacial da incidência de dengue sejam apontadas e seu comportamento acompanhado no tempo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GALLI, BRUNO; CHIARAVALLOTI NETO, FRANCISCO. Temporal-spatial risk model to identify areas at high-risk for occurrence of dengue fever. Revista de Saúde Pública, v. 42, n. 4 2008.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.