Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento de águas de superfície densamente poluídas: o córrego Pirajussara localizado na Região Metropolitana de São Paulo

Processo: 06/00329-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2006 - 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Saneamento Ambiental
Pesquisador responsável:Nilce Ortiz
Beneficiário:Nilce Ortiz
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Monitoramento da água  Rios  Poluição da água 

Resumo

Diversos projetos de pesquisas têm sido direcionados para o diagnóstico e remediação de águas e solos contaminados por descarte de efluentes de indústrias ou ainda por processos de solubilização e lixiviação de compostos tóxicos presentes em depósitos de resíduos sólidos. Assunto desenvolvido anteriormente no projeto Fapesp No 2002/04456-4 Estudo da utilização de magnetita como material adsorvedor para a estabilização de metais pesados presentes em amostras de sedimento contaminado do rio Ribeira de Iguape. No entanto, faltam estudos sobre as águas de rios urbanos que apresentam eventos de enchente, que cruzam cidades com grande densidade populacional e cujo leito se encontra a poucos metros de ruas, parques, escritórios e residências. Estudos exploratórios para a determinação dos parâmetros de qualidade de águas e diagnóstico de rios urbanos apresentaram sistemas extremamente impactados de elevada complexidade, com variação dos parâmetros medidos sazonalmente, mensalmente, diariamente e ainda nos diferentes períodos de coleta, de manhã ou á tarde. Esta proposta visa a obtenção de recursos para o desenvolvimento de ferramenta para monitoramento e diagnóstico de água contaminada, como os rios e córregos urbanos, altamente impactados por despejos de indústrias e de descargas domésticas, como é o caso do Córrego Pirajuçara localizado na região Metropolitana de São Paulo. O estudo pretende indicar se leitos adsorventes de diatomito e leitos adsorventes de diatomito revestidos por vidrado podem ser utilizados no diagnóstico de águas de superfície altamente impactadas aliando medidas dos aspectos físicos, químicos e biológicos. A execução do projeto de pesquisas proposto deverá auxiliar no monitoramento e na avaliação da qualidade de água de rio urbano, com o desenvolvimento de um material adsorvente que permanecendo por um período de tempo em águas urbanas poluídas, quando submetido a uma série de analises, deverá apresentar teores de contaminantes tóxicos equivalentes aos existentes nas águas analisadas, sendo utilizado ainda como substrato artificial para crescimento de bioindicadores (algas diatomáceas). Inicialmente serão estudados os sistemas de adsorção utilizando o diatomito como material adsorvente em soluções de compostos tóxicos semelhantes ás medidas nas amostras de água do córrego coletadas para a determinação do tempo de equilíbrio de adsorção, concentração de equilíbrio, cinética de adsorção, variáveis termodinâmicas e a concordância com os modelos de Langmuir e de Freundlich. Após a obtenção destes resultados o material adsorvente poderá sofrer modificações para melhor adequamento ás medidas de compostos tóxicos presentes na água do córrego analisado. A utilização de adsorventes de diatomito no diagnóstico de sistemas complexos como de águas urbanas deverá apresentar resultados mais reprodutivos e confiáveis sobre a presença de metais pesados, compostos orgânicos, eutrofização da água, bem como da condição toxica de córregos urbanos analisados, servindo de apoio para estudos semelhantes a serem desenvolvidos em outros córregos, lagos e reservatórios densamente poluídos localizados em grandes cidades. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.