Busca avançada
Ano de início
Entree

Propriedades terapeuticas de triterpenos acidos na doenca de chagas experimental - avaliacao em fase aguda e cronica da infecccao.

Processo: 06/01066-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Sérgio de Albuquerque
Beneficiário:Sérgio de Albuquerque
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Chagas  Ácido ursólico  Trypanosoma cruzi 

Resumo

A doença de Chagas é um problema de saúde pública, com dados preocupantes referentes ao número de pessoas contaminadas e daquelas que ainda permanecem expostas ao risco de infecção. A dificuldade do combate a Trypanosoma cruzi, agente etiológico da doença, está intimamente relacionada às interações existentes entre o parasito e o hospedeiro, sendo que até o momento, nenhum medicamento ou substância tem demonstrado real eficácia ao combate ao parasito. Nesse sentido, a triagem de extratos de diferentes polaridades, derivados de plantas pertencentes à flora brasileira, pode resultar em um caminho empírico promissor para o encontro de uma nova substância capaz de atuar sobre o parasito, independentemente da fase da doença de Chagas. Assim, nossa proposta de trabalho é avaliar o potencial terapêutico dos triterpenos ácido ursólico e seu sal potássico, ácido oleanóico, além da mistura ácido ursólico e oleanóico isolada do extrato vegetal, obtido da espécie Miconia albicans, uma vez que essas substâncias já demonstraram atividade sobre as formas tripomastigotas e amastigotas intracelulares de T. cruzi, em trabalho preliminar realizado por nosso grupo de pesquisa. Para isso, utilizaremos no presente trabalho metodologia in vivo (para fase aguda e fase crônica), a fim de avaliarmos o potencial terapêutico dessas substâncias, bem como a avaliação de alterações histopatológicas determinadas por diferentes formas de tratamento empregadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)