Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução recente de profissão acadêmica no Brasil: uma análise comparada

Processo: 06/03329-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Políticas Públicas
Pesquisador responsável:Elizabeth Balbachevsky
Beneficiário:Elizabeth Balbachevsky
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ensino superior  Universidades  Avaliação da educação  Educação comparada 

Resumo

O objetivo desta proposta é viabilizar a participação brasileira no projeto internacional The Shifting Boundaries of the Changing Academic Profession (Projeto CAP - As fronteiras em mudança da profissão acadêmica), que está sendo realizado por uma rede de instituições acadêmicas em cerca de 20 países, já estando confirmada a participação da Argentina (Universidad Nacional General Sarmiento), Austrália (University of New England), China, (Huazhong University of Science and Technology), Hong Kong (University of Hong Kong), Finlândia (University of Tampere), França (Centre for Organizational Sociology), Alemanha (Kassel University), Japão (Hiroshima University), Holanda (University of Twente), Noruega (NIFU-STEP), Portugal (Fundação das Universidades Portuguesas), Inglaterra (Open University), e Estados Unidos (George Washington University e outras). Outros prováveis participantes incluem a Russia, Malásia, México, Singapura, Suécia e África do Sul.O projeto internacional pretende examinar a natureza e a extensão das mudanças ocorridas pela profissão acadêmica nos anos recentes, suas razões e suas consequências. Serão estudadas as implicações destas mudanças para a atratividade da atividade acadêmica como uma carreira, e capacidade da comunidade acadêmica de contribuir para o desenvolvimento da sociedade do conhecimento e para atingir os objetivos de desenvolvimento econômico, social e cultural dos países. A partir de um modelo de transformação de seis estágios, serão feitas comparações sobre estes temas entre diferentes sistemas educacionais, tipos institucionais, disciplinas acadêmicas e gerações.Para o Brasil, participar desse projeto representa uma rara oportunidade para a estudar o sentido das mudancas que estão ocorrendo em nosso sistema de ensino superior. Os resultados da pesquisa em escala mundial permitirão, pela primeira vez, avaliar em que medida as mudanças observadas no Brasil convergem ou divergem daquelas que podem ser observadas em outras experiências nacionaisAs transformações recentes do ensino superior no mundo e no BrasilPor mais de duas décadas, o ensino superior e a profissão acadêmica em todo o mundo tem experimentado fortes mudanças. Os ventos de mudança estão presentes também no Brasil. Seus números e os fatos - nem sempre bem vindos - podem ser percebidos em toda parte: o forte crescimento da população estudantil, que permanece em descompasso com o crescimento mais lento das instituições; as limitações orçamentárias, frequentemente associadas a pressões para ampliar o controle e burocratizar os sistemas de avaliação; as novas tecnologias de informação, que ampliam os processos de internacionalização e mudam o processo de produção do conhecimento. Assim, conhecer as condições de trabalho e emprego dos academicos, avaliar suas oportunidades e alternativas de desenvolvimento profissional e conhecer suas atitudes e opiniões sobre essas mudanças constitui um objetivo relevante, tanto do ponto de vista acadêmico, como do ponto de vista da implementação de políticas de ensino superior. Desenho da pesquisa: Como foi adiantado acima, esse projeto tem por base a realização de um survey junto a uma amostra representativa da profissão acadêmica no Brasil. A experiência acumulada permite supor que para responder as questões de pesquisa arroladas acima, uma amostra de, no mínimo, 1.000 entrevistados é suficiente. O desenho da amostra deve seguir os parâmetros básicos estabelecidos nas pesquisas similares realizadas em todo o mundo e que foram sintetizadas pela Fundação Carnegie. Basicamente, a amostra deve ser representativa de toda a riqueza e diversidade institucional de nosso sistema de ensino superior e não se restringir a um ou dois segmentos. Nessa amostra será aplicado um questionário que buscará reunir indicadores que permitam trabalhar as questões acima relacionadas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.