Busca avançada
Ano de início
Entree

Polimorfismo no sítio de ligação Sp1 da cadeia alfa-1 do colágeno tipo I como fator de risco para o desenvolvimento de prolapso urogenital

Processo: 06/03952-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2006 - 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Manoel João Batista Castello Girão
Beneficiário:Manoel João Batista Castello Girão
Instituição-sede: Departamento de Ginecologia. Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Clínica médica  Ginecologia  Prolapso uterino  Assoalho pélvico  Colágeno tipo I  Polimorfismo genético  Amplificação do DNA  Reação em cadeia por polimerase (PCR) 

Resumo

O prolapso genital é uma patologia ginecológica comum, cujo tratamento definitivo é cirúrgico. Medidas preventivas para este problema precisam ser estudadas, já que ele afeta negativamente a qualidade de vida das mulheres e as recorrências pós-cirúrgicas são comuns. Sabemos que alterações quantitativas e qualitativas do tecido conjuntivo, especialmente do colágeno, podem levar à ocorrência de prolapso. Polimorfismos no gene que codifica o colágeno podem alterar a sua expressão e consequentemente, levar a modificações na sua estrutura, quantidade ou função no assoalho pélvico. Este projeto consiste em avaliar se o polimorfismo no sítio de ligação Sp1 da cadeia alfa-1 do colágeno tipo I é um fator de risco para o desenvolvimento de prolapso genital. Com esta finalidade, dividiremos as pacientes em dois grupos, sendo que o primeiro conterá 100 pacientes portadoras de prolapso nos estádios III e IV e o segundo será o grupo controle, que conterá 200 pacientes portadoras de qualquer patologia ginecológica benigna, incluindo prolapsos no estádio I. Será colhido 5 ml de sangue em veia periférica utilizando vacutainer com EDTA e o DNA será extraído de leucócitos através do kit GFX. Em seguida, o DNA será amplificado através da técnica de reação de polimerase em cadeia e o polimorfismo estudado será determinado. Para isso, utilizaremos o kit Master Mix para PCR, os marcadores de DNA 100 bp, enzimas de restrição, tubos, ponteiras e frasco de agarose. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RODRIGUES, ANDREA MOURA; BATISTA CASTELLO GIRAO, MANOEL JOAO; COTRIM GUERREIRO DA SILVA, ISMAEL DALE; FERREIRA SARTORI, MARAIR GRACIO; MARTINS, KARINA DE FALCO; CASTRO, RODRIGO DE AQUINO. COL1A1 Sp1-binding site polymorphism as a risk factor for genital prolapse. INTERNATIONAL UROGYNECOLOGY JOURNAL, v. 19, n. 11, p. 1471-1475, NOV 2008. Citações Web of Science: 26.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.