Busca avançada
Ano de início
Entree

Adequação de manejo com vistas a criação de perdizes (Rhynchotus rufescens) em cativeiro: estudo de diferentes densidades e de diferentes tipos de cama sobre o desenvolvimento das aves

Processo: 06/04679-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2006 - 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia
Pesquisador responsável:Sandra Aidar de Queiroz
Beneficiário:Sandra Aidar de Queiroz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Manejo animal  Domesticação de animais  Perdizes  Crescimento animal  Cama de galinheiro 

Resumo

Subprojeto 1: Cama é todo material distribuído sobre o piso de galpões para servir de leito às aves. A finalidade da cama é proporcionar conforto, permitindo que a qualidade da carcaça seja mantida, diminuindo a incidência de lesões em regiões como o peito, joelho e coxim plantar. O material a ser empregado como cama deve apresentar baixo custo e alta disponibilidade, ter capacidade de amortecimento e baixa condutividade térmica, proporcionar fácil liberação da umidade absorvida e apresentar tamanho médio (material picado ou triturado). O objetivo do presente estudo será comparar a utilização de maravalha, casca de amendoim, feno de gramínea, areia e palha de arroz como cobertura do piso dos boxes do aviário, avaliando o desempenho das aves nas características, consumo de ração, ganho de peso, lesões de peito e coxim plantar, cobertura de penas, rendimento de carcaça e parâmetros leucométricos. Para avaliação das camas serão determinados os teores de matéria seca, taxa microbiana, teor de amônia, teor de umidade, capacidade de retenção de água, densidade e custos de cada opção de cama. As aves em estudo serão alojadas num galpão avícola convencional de alvenaria que possui piso de concreto e telhado de fibrocimento, destinado aos experimentos. A alimentação será feita em comedouros pendulares, com ração peletizada à base de milho e soja, fornecida ad libitum durante o período experimental. O fornecimento de água será em bebedouros pendulares, também ad libitum. O experimento será realizado no período de fevereiro a março de 2007, com duração de 60 dias. Cento e sessenta aves em crescimento, nascidas na estação reprodutiva que terá início em setembro de 2006, serão alojadas em 20 boxes. O experimento será realizado em delineamento inteiramente casualizado (5 camas: maravalha, palha de arroz, casca de amendoim, feno de gramínea e areia) com quatro repetições e 8 aves por parcela, com idade média de 2 a 3 meses.Subprojeto 2:A carência de proteína animal tem estimulado cada vez mais as especializações e a adoção de determinadas tecnologias, visando máxima produção, com menor custo, em menor tempo, na menor área possível. Assim, a avicultura engloba-se perfeitamente como atividade produtora de proteína animal, sendo as aves uma das espécies mais eficientes em transformar alimentos vegetais em alimentos de alto valor protéico. Objetiva-se avaliar o efeito do número de aves por m2 sobre o desempenho de perdizes em crescimento, bem como, cobertura de penas, incidência de lesões na carcaça, rendimento e qualidade de carne. O experimento será realizado no setor de Animais Silvestres do Departamento de Zootecnia da FCAV- UNESP, no período de dezembro de 2006 a janeiro de 2007, com duração de 60 dias. Cento e oitenta aves em crescimento, nascidas na estação reprodutiva de 2006, serão alojadas em 28 boxes, de modo a respeitar as proporções de 7,5 aves/m2; 5 aves/m2; 2,5 aves/m2 e 2,0 aves/m2. Serão avaliadas as seguintes características: ganho de peso no período, consumo de ração, conversão alimentar e cobertura de penas. Na semana anterior ao final do experimento, as aves de uma repetição de cada tratamento serão filmadas durante 12 horas ininterruptas, do amanhecer ao entardecer, por três dias consecutivos, totalizando 36 horas de filmagens, para a coleta de dados comportamentais. O material resultante das filmagens será observado para obtenção da série de dados utilizados para as análises temporais, utilizando-se o sistema de amostragem temporal para a observação dos comportamentos das aves. Aspectos do uso do espaço, de territorialidade ou espaço individual serão acessados através de análises envolvendo as diferentes densidades dos tratamentos e as estimativas de distância entre os diversos indivíduos. (AU)