Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização estrutural de filmes finos de materiais orgânicos

Processo: 06/51039-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2006 - 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Carlos José Leopoldo Constantino
Beneficiário:Carlos José Leopoldo Constantino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Filmes finos  Polímeros (materiais)  Compostos orgânicos  Infravermelho  Corantes  Espectroscopia Raman 

Resumo

Este projeto tem como objetivo dar continuidade aos trabalhos de pesquisa desenvolvidos a partir do meu projeto Jovem Pesquisador em Centro Emergente, processo FAPESP 01/10520-4, desenvolvido junto ao Departamento de Física, Química e Biologia (DFQB) da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da UNESP de Presidente Prudente entre março/2002 e fevereiro/2006. O foco deste novo projeto permanece na fabricação de filmes finos de materiais orgânicos e a caracterização via espectroscopia vibracional e eletrônica para investigar suas propriedades estruturais, uma vez que estas são determinantes nas propriedades eletro-óticas dos filmes e, conseqüentemente, em sua aplicação tecnológica. Os materiais a serem analisados incluem compósitos de polímeros condutores e produtos de origem natural, polímeros isolantes convencionais, luminescentes e com corantes, além de perilenos e ftalocianinas. Estes materiais são fornecidos por grupos de pesquisa com os quais já mantemos colaboração, sintetizados no próprio DFQB ou ainda comprados comercialmente. Os filmes finos também podem ser fornecidos pelos nossos colaboradores ou fabricados no DFQB a partir das técnicas de Langmuir-Blodgett (LB), automontagem, sublimação a vácuo e prensagem. A caracterização estrutural se dá por espectroscopia micro-Raman, que permite também o "mapeamento químico" de superfícies via imagem-Raman e a utilização do espalhamento Raman amplificado em superfície como uma alternativa na análise de filmes finos. O acoplamento do espectrógrafo micro-Raman a um microscópio ótico permite a obtenção de informação morfológica e química da superfície dos filmes em escala micrométrica. As espectroscopias de absorção no infravermelho (FTIR) e no ultravioleta e visível (UV-vis) e de fluorescência completam o conjunto de técnicas a serem utilizadas neste projeto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.