Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos prognósticos da utilização do satélite água na inferência da concentração de monóxido de carbono na atmosfera

Processo: 06/53277-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 31 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Pesquisador responsável:Simone Marilene Sievert da Costa Coelho
Beneficiário:Simone Marilene Sievert da Costa Coelho
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Emissão de gases  Gases do efeito estufa  Poluição atmosférica  Monóxido de carbono  Aquecimento global  Mudança climática  Monitoramento do ar  Satélites 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Contribuições...climáticas_71_104_105.pdf

Resumo

Os três anos mais quentes da história da Terra aconteceram na última década. É provável que a maior parte desse aquecimento seja decorrente da emissão, por atividades humanas, de gases que retêm radiação térmica. Esses gases também são conhecidos como gases de efeito estufa. Importantes instrumentos que podem ser utilizados para estudar a emissão de gases de efeito estufa na atmosfera terrestre são sondadores a bordo de plataformas espaciais. Atualmente, a Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (DSA/Cptec/Inpe) tem disponibilizado a concentração de alguns gases de efeito estufa estimada a partir de informações do satélite Aqua. Este projeto de pesquisa tem como objetivo quantificar a qualidade das estimativas de monóxido de carbono, comparando-as com medidas de campo, com dados obtidos por outros satélites, com instrumentos calibrados e reconhecidos como “verdade terrestre” pela comunidade científica, além da verificação de consistência interna pela comparação com resultados de modelos de qualidade do ar disponíveis no Cptec. É importante observar que a qualidade das sondagens remotas depende de condições de contorno impostas, assim como da escolha apropriada de canais do sistema sondador. Nesse contexto, busca-se contribuir para a melhoria dos produtos de satélite, reestruturando algoritmos a fim de aperfeiçoar o procedimento de inversão sob as condições climáticas brasileiras e disponibilizar as concentrações de monóxido de carbono com controle de qualidade para pesquisadores e usuários em geral. Além do interesse científico, deve-se ressaltar que o melhor conhecimento das emissões de gases de efeito estufa sobre o Brasil é fundamental para adoção de políticas públicas que reduzam queimadas e desmatamentos, nossa maior fonte de emissões. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIBEIRO, IGOR OLIVEIRA; ANDREOLI, RITA VALERIA; KAYANO, MARY TOSHIE; DE SOUSA, THAIANE RODRIGUES; MEDEIROS, ADAN SADY; GUIMARAES, PATRICIA COSTA; BARBOSA, CYBELLI G. G.; GODOI, RICARDO H. M.; MARTIN, SCOT T.; FERREIRA DE SOUZA, RODRIGO AUGUSTO. Impact of the biomass burning on methane variability during dry years in the Amazon measured from an aircraft and the AIRS sensor. Science of The Total Environment, v. 624, p. 509-516, MAY 15 2018. Citações Web of Science: 5.
ANDREOLI, RITA V.; FERREIRA, SÉRGIO HENRIQUE S.; SAPUCCI, LUIZ F.; SOUZA, RODRIGO AUGUSTO F. DE; MENDONÇA, RENATA WEISSMANN B.; HERDIES, DIRCEU L.; AARAVÉQUIA, JOSÉ A. Contribuição de diversos sistemas de observação na previsão de tempo no CPTEC/INPE. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 23, n. 2, p. 219-238, 2008.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.