Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do uso da matriz dérmica acelular como barreira na regeneração óssea guiada: estudo histomorfométrico em cães

Processo: 06/55566-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2006 - 31 de maio de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Sérgio Luís Scombatti de Souza
Beneficiário:Sérgio Luís Scombatti de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Regeneração óssea  Histomorfometria óssea  Matriz dérmica acelular  Membrana reabsorvível 

Resumo

O presente estudo tem como objetivo avaliar o uso da matriz dérmica acelular como barreira física na regeneração óssea guiada. Serão utilizados seis cães, dos quais inicialmente extrair-se-ão os quatro pré-molares mandibulares bilateralmente. Após um período de seis semanas, será feita uma análise da quantidade e qualidade de mucosa ceratinizada. Duas semanas após, os animais serão submetidos a um segundo procedimento cirúrgico, no qual serão criados dois defeitos ósseos em cada lado da mandíbula e em seguida serão acomodadas sobre os defeitos de um hemiarco, escolhido aleatoriamente, as membranas absorvíveis (Grupo Membrana), e nos defeitos do hemiarco oposto, a matriz dérmica acelular - MDA (Grupo MDA). Imediatamente depois da sutura, serão feitas tomadas radiográficas padronizadas através de raio-X digital, que serão repetidas com 8 e 16 semanas de pós-operatório. No período pós-operatório, serão aplicados marcadores ósseos para posterior análise de fluorescência. Após quatorze semanas de cicatrização será realizada nova análise da quantidade e qualidade da mucosa ceratinizada. Os cães serão então sacrificados, com 16 semanas após a colocação das membranas e da MDA, e será feito o preparo histológico das peças, para cortes calcificados e descalcificados. A análise histomorfométrica, em microscopia óptica, avaliará a quantidade e qualidade de osso neoformado, e em microscopia de fluorescência, analisará a quantidade de formação óssea em função do tempo de cicatrização. A neoformação óssea também será quantificada através das imagens radiográficas. Os resultados obtidos serão analisados estatisticamente por meio do teste de Mann-Whitney (p<0,05), avaliando a ocorrência ou não de diferença entre os grupos Membrana e MDA. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BORGES, GERMANA JAYME; NOVAES, JR., ARTHUR BELEM; DE MORAES GRISI, MARCIO FERNANDO; PALIOTO, DANIELA BAZAN; TABA, JR., MARIO; SCOMBATTI DE SOUZA, SERGIO LUIS. Acellular dermal matrix as a barrier in guided bone regeneration: a clinical, radiographic and histomorphometric study in dogs. Clinical Oral Implants Research, v. 20, n. 10, p. 1105-1115, OCT 2009. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.