Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificacao de celulas endoteliais em portadores de leucemia mieloide cronica por citometria de fluxo.

Processo: 06/55572-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Juliana Pereira
Beneficiário:Juliana Pereira
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunofenotipagem  Leucemia mieloide  Citometria de fluxo 

Resumo

A Leucemia Mielóide Crônica (LMC) é uma doença hematológica clonal da divisão da Stem Cell hematopoiética e que resulta em hiperplasia da série eritróide, granulocítica e megacariocítica na Medula Óssea. O diagnóstico da LMC é confirmado pela detecção do cromossomo Philadélphia (Ph), presente em 95% dos pacientes. O cromossomo Philadelphía resulta da t(9; 22) (q34; q11) entre o braço longo do cromossomo 9 e do 22. A história natural da LMC segue um padrão bifásico com fase crônica inicial, geralmente assintomática. Seguida por progressão de doença, em um estágio denominado fase acelerada e/posteriormente para crise blástica. O aumento da angiogênese demonstrou ser fator prognóstico importante em alguns tumores sólidos. Em onco-hematologia, foi associada à Síndrome Mielodisplásica, Linfóide Aguda, Leucemia Mielóide entre outros. A correlação entre as células endoteliais circulantes e a Leucemia Mielóide Crônica pode ser um importante indicador, não invasivo, das diferentes fases da doença, sendo este o objetivo da presente pesquisa. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GODOY, C. R. T.; LEVY, D.; GIAMPAOLI, V.; CHAMONE, D. A. F.; BYDLOWSKI, S. P.; PEREIRA, J. Circulating endothelial cells are increased in chronic myeloid leukemia blast crisis. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 48, n. 6, p. 509-514, JUN 2015. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.