Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise das quasiespécies de HCV na região NS5A do genótipo 1 e do genótipo 3 antes e após o tratamento em pacientes não respondedores ao tratamento

Processo: 06/60012-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2007 - 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Paula Rahal
Beneficiário:Paula Rahal
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):08/05447-5 - Análise das quasiespécies de HCV na região NS5A do genótipo 1 e do genótipo 3 antes e após o tratamento em pacientes não respondedores ao tratamento, BP.TT
Assunto(s):Clonagem  Sequenciamento  Vírus da hepatite C 

Resumo

O vírus da hepatite C (HCV) é considerado o maior causador de doenças hepáticas e é detectado em cerca de 2% da população mundial. O vírus possui um genoma de RNA fita simples com alta taxa de mutação. O HCV é classificado em seis genótipos e vários subtipos. Além disso, um mesmo indivíduo infectado apresenta uma mistura de vários genomas de seqüências diferentes, denominados quasiespécies. As quasiespécies possuem seqüências originadas de um mesmo genoma, que se diferenciaram ao acumularem mutações ao longo das replicações do vírus. O tratamento atualmente utilizado contra a hepatite C é baseado na administração de Pegueinterferon para o genótipo 1 e com interferon para o genótipo 3. No entanto, essa terapia não é totalmente eficiente, e nos casos de infecção pelo genótipo 1 do vírus, apenas cerca de 50% dos pacientes alcançam resposta virológica sustentada. A resposta ao tratamento em pacientes do genótipo 3 também são limitadas apenas 80% respondem ao tratamento. O mecanismo de resistência do vírus ainda não esta bem estabelecida, mas existe estudo que mostram que existe uma proporção variável de respondedores ao tratamento entre os diferentes genótipos do vírus. O genótipo 1 geralmente é associado a um dano hepático mais severo e a uma resistência viral acentuada. Existem evidências que a região da proteína NS5A esta associada à resposta ao interferon sendo esta região um dos alvos de investigação. O objetivo deste estudo é analisar o perfil de quasiespécies em pacientes infectados com o genótipo 1 e com genótipo 3 do HCV que não responderam ao tratamento. Esta análise será realizada pelo seqüenciamento completo da região NS5A do vírus. Os dados obtidos serão utilizados para auxiliar na compreensão do comportamento das variantes do vírus nos pacientes não-repondedores ao tratamento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BITTAR, CINTIA; GOMES JARDIM, ANA CAROLINA; TOMONARI YAMASAKI, LILIAN HIROMI; APARECIDA CARARETO, CLAUDIA MARCIA; REBELLO PINHO, JOAO RENATO; LEMEY, PHILIPPE; VICENTE GUEDES DE CARVALHO-MELLO, ISABEL MARIA; RAHAL, PAULA. On Hepatitis C Virus Evolution: The Interaction between Virus and Host towards Treatment Outcome. PLoS One, v. 8, n. 4 APR 25 2013. Citações Web of Science: 8.
JARDIM, ANA C. G.; BITTAR, CINTIA; MATOS, RENATA P. A.; YAMASAKI, LILIAN H. T.; SILVA, RAFAEL A.; PINHO, JOAO R. R.; FACHINI, ROBERTA M.; CARARETO, CLAUDIA M. A.; DE CARVALHO-MELLO, ISABEL M. V. G.; RAHAL, PAULA. Analysis of HCV quasispecies dynamic under selective pressure of combined therapy. BMC INFECTIOUS DISEASES, v. 13, FEB 1 2013. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.