Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle hemodinâmico exercido por áreas bulbares em ratos espontaneamente hipertensos e Wistar-Kyoto submetidos ao treinamento físico

Processo: 06/60842-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Monica Akemi Sato
Beneficiário:Monica Akemi Sato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Hemodinâmica  Hipertensão  Exercício físico 

Resumo

O exercício físico regular pode influenciar, sobremaneira, a hipertensão arterial. Sabe-se que tanto em humanos hipertensos como em modelos de animais experimentais, o exercício físico reduz tanto a pressão arterial sistólica quanto a diastólica. Nos ratos espontaneamente hipertensos (SHR), observou-se que exercícios durante 5 a 6 semanas promoviam diminuição da pressão arterial. Este fenômeno, conhecido como hipotensão pós-exercício (HPE), pode reduzir a pressão arterial por mais de 12 horas. O aumento da pressão arterial e sua manutenção em níveis elevados (hipertensão) podem ocorrer por alterações na regulação do sistema cardiovascular. Experimentalmente, tem sido utilizado o modelo dos ratos espontaneamente hipertensos (SHR) para estudos de hipertensão, devido ao fato de apresentarem similaridades à hipertensão essencial em humanos. Vários estudos anteriores têm mostrado que o bulbo contém importantes áreas responsáveis pela manutenção da pressão arterial. A região rostroventrolateral (RVL) do bulbo contém os neurônios pré-motores simpáticos que se projetam para a coluna intermediolateral e ativam os neurônios pré-ganglionares simpáticos, que por sua vez fazem sinapse com os neurônios pós-ganglionares simpáticos, responsáveis pela inervação dos vasos sangüíneos e coração. Os neurônios pré-motores simpáticos do RVL são tonicamente ativos, mas encontram-se sob inibição tônica, por projeções provenientes da região caudoventrolateral do bulbo, como parte integrante da via do barorreflexo. Os neurônios pré-motores simpáticos do RVL recebem, portanto, projeções excitatórias e inibitórias e se sugere que exista um balanço de ambas as influências dentro do RVL. Em situações onde a inibição sobre os neurônios pré-motores simpáticos do RVL é removida, ocorre um aumento da pressão arterial, sugerindo a prevalência da via simpatoexcitatória. O RVL é ricamente inervado por neurônios provenientes não apenas da área caudoventrolateral, mas também dos núcleos do tracto solitário. O NTS constitui o sítio primário no sistema nervoso central para o qual se projetam as aferências somato-viscerais (barorreceptores, quimiorreceptores e receptores cardiopulmonares). Os sistemas neurais, envolvendo a ativação ou inibição simpática, são responsáveis por promover constricção ou dilatação dos vasos sangüíneos, assim como outros fatores locais e humorais constituem importantes determinantes na distribuição regional do débito cardíaco durante e após o treinamento físico. Portanto, diferentes eventos neurais, especialmente em nível bulbar, onde estão localizados os neurõnios pré-motores simpáticos, podem afetar de forma marcante a distribuição do fluxo sangüíneo regional. Embora investigadores anteriores tenham avaliado parâmetros cardiovasculares importantes para determinar as modificações promovidas pelo exercício físico nos possíveis circuitos neurais responsáveis pelo controle do tônus simpático, nenhum estudo ainda demonstrou como estariam as alterações hemodinâmicas nos animais treinados e sedentários, bem como não está estabelecido se existem diferenças nesses ajustes entre animais hipertensos e normotensos treinados ou não. Estudos anteriores também mostraram que o óxido nítrico no RVL aumenta a aumentar a concentração extracelular de GABA, tendo-se sugerido que ele contribua para a atenuação das respostas cardiovasculares duração a contração estática do músculo esquelético. Desse modo, o presente projeto tem como objetivo avaliar a importância das áreas bulbares no controle hemodinâmico e cardiovascular em ratos espontaneamente hipertensos e Wistar-Kyoto submetidos ao treinamento físico (natação) e também visa investigar se a síntese de óxido nítrico encontra-se alterada no RVL de ratos SHR e WKY treinados em relação aos animais sedentários. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OGIHARA, CRISTIANA A.; SCHOORLEMMER, GERHARDUS H. M.; LAZARI, MARIA DE FATIMA M.; GIANNOCCO, GISELE; LOPES, OSWALDO U.; COLOMBARI, EDUARDO; SATO, MONICA A. Swimming Exercise Changes Hemodynamic Responses Evoked by Blockade of Excitatory Amino Receptors in the Rostral Ventrolateral Medulla in Spontaneously Hypertensive Rats. BIOMED RESEARCH INTERNATIONAL, 2014. Citações Web of Science: 3.
OGIHARA, CRISTIANA A.; SCHOORLEMMER, GERHARDUS H. M.; LEVADA, ADRIANA C.; PITHON-CURI, TANIA C.; CURI, RUI; LOPES, OSWALDO UBRIACO; COLOMBARI, EDUARDO; SATO, MONICA A. Exercise changes regional vascular control by commissural NTS in spontaneously hypertensive rats. AMERICAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY-REGULATORY INTEGRATIVE AND COMPARATIVE PHYSIOLOGY, v. 299, n. 1, p. R291-R297, JUL 2010. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.