Busca avançada
Ano de início
Entree

Sequencias supracrustais do dominio ceara central,provincia borborema: geotermobarometria e proveniencia sedimentar

Processo: 06/60991-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Maria da Glória Motta Garcia
Beneficiário:Maria da Glória Motta Garcia
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoproterozoico  Geoquímica 

Resumo

As coberturas supracrustais do Domínio Ceará Central, na Província Borborema, são formadas por rochas metavulcano-sedimentares metamorfisadas em graus médio a alto constituídas, de um modo geral, por cianita-sillimanita-granada gnaisses, quartzitos e xistos diversos, biotita gnaisses, anfibolitos com ou sem granada e migmatitos, além de rochas carbonáticas. Sua estruturação ocorre segundo uma tectônica complexa que envolve componentes de baixo e alto ângulos e que promoveu o extremo fatiamento dos litotipos, gerando várias superfícies de cavalgamento e transcorrência com zonas miloniticas associadas. Com base em características lito-estratigráficas e estruturais, estas rochas podem ser separadas informalmente em quatro seqüências, das quais três (Itataia, Canindé e Guaramiranga) são contínuas e a outra (Independência) ocorre geograficamente mais distante. Os estudos cartográficos, lito-estruturais e geocronológicos desenvolvidos até o momento não revelaram diferenças significativas em termos composicionais ou de evolução estrutural e/ou metamórfica entre as diferentes seqüências, portanto há duvidas sobre a validade desta separação. Com base nestes fatos, esta pesquisa tem dois objetivos principais: I) Comparar as histórias geológicas das três seqüências continuas (Itataia, Canindé e Guaramiranga) e II) Detalhar uma unidade (Nappe Itatira) que pertence à sequência mais estudada (Itataia) e cujo controle estrutural é relativamente bem definido. Os estudos a serem desenvolvidos incluem a reconstrução de trajetórias cronometamórficas e a determinação da natureza de seus protólitos sedimentares. Para atingir tais objetivos serão realizados: 1) Perfis geológico-estruturais detalhados representativos; 2) Estudos termobarométricos nos diferentes litotipos, com vistas à obtenção de trajetórias do tipo Pressão Temperatura (P-T-t) para cada uma destas seqüências; 3) Estudos de geoquímica elementar com análises em rocha total de elementos maiores e traços, incluindo elementos terras raras; 4) Estudos de geoquímica isotópica (Nd e Sr) e 5) Geocronologia U-Pb em monazitas e Sm-Nd (rocha total e granada-rocha total) para P-T-t. (AU)