Busca avançada
Ano de início
Entree

Vericocele e infertilidade masculina em humanos: alterações em aspectos funcionais dos espermatozóides e no perfil protéico de plasma seminal e espermatozóides em estágios iniciais (adolescência) e após o estabelecimento da doença (adultos)

Processo: 06/61272-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Agnaldo Pereira Cedenho
Beneficiário:Agnaldo Pereira Cedenho
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Infertilidade masculina  Varicocele  Análise do sêmen  Espermatozoides  Proteoma  Peroxidação de lipídeos  Estresse oxidativo 

Resumo

A varicocele é considerada uma das principais causas de infertilidade masculina e apresenta uma incidência de 15% a 25% na população adulta, 35% em homens com infertilidade primária e até 80% em homens com infertilidade secundária. O sêmen destes homens apresenta altos níveis de espécies reativas de oxigênio (EROs) e baixa capacidade antioxidante total, caracterizando estresse oxidativo. A produção de quantidades excessivas de EROs leva à peroxidação lipídica causando fragmentação de DNA e alteração na integridade acrossomal e da membrana citoplasmática. Além disto, a varicocele causa infertilidade em alguns indivíduos mas não em todos, e seu caráter progressivo necessita de elucidação quanto aos eventos moleculares e celulares que ocorrem durante o estabelecimento da doença e na doença já estabelecida. Assim, o objetivo deste trabalho será avaliar o efeito da varicocele na função dos espermatozóides (integridade do DNA, atividade mitocondrial, integridade acrossomal), no padrão de motilidade dos espermatozóides, no grau de peroxidação lipídica no plasma seminal e no proteoma de plasma seminal e espermatozóides. O trabalho a ser realizado envolverá quatro grupos de pacientes: dois grupos de adolescentes (14 a 19 anos de idade, grupos com varicocele e sem varicocele) e dois grupos de adultos (20 a 45 anos, grupos com varicocele e sem varicocele). Os grupos com varicocele incluirão pacientes com diagnóstico de varicocele grau II ou III. Os grupos sem varicocele incluirão pacientes sem varicocele que apresentem qualidade seminal dentro dos parâmetros estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (WHO, 1999). (AU)