Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do nível de desfolha e da densidade de lagartas de Alabama argillacea (Hubner, 1818) (Lepidoptera: Noctuidae) sobre os aspectos fenológicos e na produtividade de cultivares de algodoeiro (Gossypium hirsutum L.)

Processo: 06/05725-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2007 - 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Marcos Doniseti Michelotto
Beneficiário:Marcos Doniseti Michelotto
Instituição-sede: Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Pragas de plantas  Insetos nocivos  Curuquerê  Algodão  Desfolha  Manejo integrado 

Resumo

O curuquerê-do-algodoeiro Alabama argillacea (Hübner, 1818) (Lepidoptera: Noctuidae), é uma das principais pragas do algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) em diversos países produtores da fibra. As lagartas alimentam-se das folhas e, dependendo da densidade e época de ocorrência, podem desfolhar completamente as plantas de algodoeiro, reduzindo significativamente a produção. A substituição periódica de cultivares pelos produtores, pode alterar os níveis de danos econômicos e de controle de pragas e desta forma comprometer o sucesso no manejo do curuquerê-do-algodoeiro, praga-chave de cultivares introduzidas recentemente no Centro-Oeste do Brasil. O objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos na fenologia e na produtividade causados por níveis de desfolhamentos simulados e/ou provocados por lagartas do curuquerê-do-algodoeiro em cultivares introduzidas recentemente no Centro-Oeste do Brasil. Os ensaios serão realizados em áreas experimentais do Pólo Regional do Centro Norte em Pindorama, estado de São Paulo. O ensaio de desfolhamento será constituído de 64 tratamentos resultantes da interação de quatro níveis de desfolhamento, quatro épocas de desfolhamento e quatro cultivares. Os níveis de desfolha serão obtidos através da remoção de 33,0%, 67,0% e 100,0% das folhas, simulando dano do inseto. O nível de 0% de desfolha representará a testemunha. Os níveis de desfolha serão aplicados em épocas diferentes e numa única operação aos 30, ou 50, ou 70, ou aos 90 DAE das plantas. As quatro cultivares de algodoeiro a serem utilizadas serão Delta Opal, IAC-25, Fabrika e Deltapine Acala 90. No segundo ensaio, ao invés do desfolhamento artificial, serão utilizadas lagartas em diferentes densidades. A partir do início do florescimento das plantas serão realizadas duas avaliações semanais, nos dois experimentos, avaliando-se os parâmetros fenológicos, tais como, número de botões florais/planta, número de flores/planta, número de maçãs/planta, número de capulhos/planta e a altura das plantas. Ao final do ciclo, quando 70% dos capulhos estiverem abertos de cada cultivar, será realizada a colheita e determinando a quantidade e qualidade de sementes e fibras. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MICHELOTTO, MARCOS DONISETI; CROSARIOL NETTO, JACOB; JURCA GRIGOLLI, JOSE FERNANDO; BUSOLI, ANTONIO CARLOS; CARREGA, WILLIANS CESAR; FINOTO, EVERTON LUIS; GALLI, JULIANA ALTAFIN. EFFECT OF COTTON LEAFWORM INFESTATION ON REPRODUCTIVE STRUCTURES OF COTTON PLANTS. BIOSCIENCE JOURNAL, v. 31, n. 5, p. 1388-1395, SEP-OCT 2015. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.