Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo clínico, morfológico e imunoistoquímico das lesões benignas da laringe: nódulos vocais, pólipos e edema de Reinke

Processo: 06/06587-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2007 - 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Regina Helena Garcia Martins
Beneficiário:Regina Helena Garcia Martins
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Procedimentos cirúrgicos otorrinolaringológicos  Traumatismos do nervo laríngeo  Edema laríngeo  Microscopia 

Resumo

Resumo: Introdução: lesões laríngeas benignas são causas de disfonias, destacando-se nódulos, pólipos e edema de Reinke. A exata fisiopatologia dessas lesões é incerta e as alterações histológicas são inespecíficas, dificultando a diferenciação das mesmas e estimulando novas pesquisas. Objetivos: analisar os nódulos, pólipos e edema de Reinke por meio de estudos: clínico, morfológico e imunoistoquímico. Casuística e Métodos: estudo clínico - serão incluídos os pacientes com diagnósticos endoscópicos de nódulos (n-50), pólipos (n-50) e edema de Reinke (n-50) atendidos no ambulatório de Distúrbios da Voz (Unesp-Botucatu) e que preencherão protocolo contendo dados de anamnese. O estudo de microscopia de luz será realizado a partir das lâminas histológicas dos pacientes submetidos à cirurgia, utilizando-se, em média, 20 de cada tipo de lesões. As alterações histológicas serão quantificadas (0 a 3) e fotografadas. Para os estudos de microscopia eletrônica de varredura (MEV) e transmissão (MET) serão utilizadas, cinco peças cirúrgicas de cada lesão, removidas durante as cirurgias. Para a MEV e MET as peças serão fixadas em glutaraldeído a 2,5%, preparadas, montadas, examinadas e fotografadas. Para o estudo imunoistoquímico serão utilizadas as mesmas peças já montadas em parafina utilizadas no estudo de microscopia de luz, sendo submetidas a novos cortes e expostas aos reagentes antifibronectina, antilaminina e anticolágeno IV, sendo examinados em microscópio de luz, e as alterações quantificadas de 0-3. Análise estatística: para a associação entre as variáveis será utilizado o teste de quiquadrado e para comparação de proporções, o teste de Tukey (Zar,1999), com nível de significância de 5%. (AU)