Busca avançada
Ano de início
Entree

Interações epitélio estroma na próstata ventral de ratos diabéticos

Processo: 06/07008-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Rejane Maira Góes
Beneficiário:Rejane Maira Góes
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Diferenciação celular  Diabetes mellitus  Matriz extracelular  Homeostase  Próstata  Diabetes mellitus tipo 1  Dexametasona 

Resumo

A homeostasia prostática depende de complexas interações parácrinas entre as células estromais e epiteliais, grande parte mediadas por andrógenos. Distúrbios nestas interações têm sido descritos em situações de manipulação hormonal e no câncer de próstata. Entretanto, a falta de informações sobre os possíveis desequilíbrios entre o epitélio e o estroma no diabetes não nos permitem compreender as conseqüências desta doença sobre a estrutura e funcionamento da próstata. Neste cenário, nossa proposta de estudo é investigar, com o uso de modelos experimentais, o impacto do pré-diabetes (PD) e do diabetes tipo I (DMI) sobre a próstata ventral de ratos, seja em termos das variações estruturais e histológicas, das alterações ultra-estruturais nos principais componentes celulares bem como da remodelação na matriz extracelular. O PD será induzido pelo tratamento com glicocorticoide dexametasona (5 doses diárias de 1mg/Kg de peso corporal) e os seus efeitos sobre a próstata ventral avaliados imediatamente e após uma semana. O diabetes tipo I será induzido pelo tratamento com dose única de aloxana (40mg/Kg de peso corporal) e serão examinados os efeitos iniciais (após uma semana) e crônicos (após 12 semanas). As análises aqui propostas serão baseadas em métodos convencionais de microscopia de luz e microscopia eletrônica de transmissão, técnicas imunocitoquímicas para detecção de componentes da matriz extracelular e do estado de diferenciação das células prostáticas e técnicas para detecção de morte celular programada. Considera-se que o estudo em questão trará subsídios para a compreensão do papel da insulina e dos possíveis efeitos deletérios da hiperglicemia para a morfo-fisiologia prostática, ampliando o conhecimento sobre os mecanismos envolvidos na regulação das interações epitélio-estroma existentes nesse órgão. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOBBO, MARINA GUIMARAES; TABOGA, SEBASTIAO ROBERTO; RIBEIRO, DANIELE LISBOA; GOES, REJANE MAIRA. Short-term stromal alterations in the rat ventral prostate following alloxan-induced diabetes and the influence of insulin replacement. Micron, v. 43, n. 2-3, p. 326-333, FEB 2012. Citações Web of Science: 11.
ARCOLINO, FANNY OLIVEIRA; RIBEIRO, DANIELE LISBOA; GOBBO, MARINA GUIMARAES; TABOGA, SEBASTIAO ROBERTO; GOES, REJANE MAIRA. Proliferation and apoptotic rates and increased frequency of p63-positive cells in the prostate acinar epithelium of alloxan-induced diabetic rats. International Journal of Experimental Pathology, v. 91, n. 2, p. 144-154, APR 2010. Citações Web of Science: 19.
RIBEIRO, DANIELE LISBOA; TABOGA, SEBASTIAO ROBERTO; GOES, REJANE MAIRA. Diabetes induces stromal remodelling and increase in chondroitin sulphate proteoglycans of the rat ventral prostate. International Journal of Experimental Pathology, v. 90, n. 4, p. 400-411, AUG 2009. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.