Busca avançada
Ano de início
Entree

Purificação e fracionamento de extratos e óleos vegetais utilizando destilação molecular

Processo: 07/00263-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Maria Regina Wolf Maciel
Beneficiário:Maria Regina Wolf Maciel
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Produtos naturais  Óleos vegetais  Compostos bioativos  Processos de separação  Destilação molecular 

Resumo

A busca por insumos e matérias primas de origem natural tem despertado um interesse especial tanto da comunidade científica, quanto no setor produtivo. Entretanto, para que muitos destes ingredientes possam ser utilizados extensivamente em produtos de consumo humano é necessário fracionar, isolar, concentrar e/ou purificar utilizando técnicas que permitam preservar todas as suas características desejáveis. Sabe-se que estes materiais, normalmente, apresentam baixíssimas resistências térmicas, gerando compostos, muitas vezes, prejudiciais à saúde, como os isômeros trans, além de produtos oxidados, cuja toxicidade no organismo é ainda desconhecida a longo prazo. Assim, técnicas e estratégias de processamento que possibilitem a preservação dos compostos bioativos, bem como a minimização de sub-produtos tóxicos são fundamentais para a garantia da qualidade e, portanto, à sua segurança na utilização em produtos de consumo humano, quer seja em alimentos, cosméticos ou mesmo medicinal. Neste contexto, a destilação molecular se apresenta como destaque, pois possibilita a obtenção de materiais instáveis termicamente, como é o caso da maioria dos produtos naturais. Desta forma, a técnica da destilação molecular será utilizada para o fracionamento e purificação de produtos naturais (como extratos de plantas) e óleos vegetais diversos com o objetivo de aumentar as concentrações dos componentes naturais (terpenos, vitaminas, mono e diglicerídeos, etc), e remover compostos prejudiciais ao produto final, que causam coloração e acidez, compostos voláteis depreciativos, etc. Após obtenção e purificação destes compostos, torna-se, também, de suma importância a comprovação da qualidade da técnica no sentido de fornecer materiais de alta pureza e sem a presença de contaminantes indesejáveis. Para isso, as técnicas analíticas de separação e caracterização são as ferramentas mais adequadas para confirmar a identidade e qualidade do produto obtido. Assim, o presente projeto, vem propor a utilização da destilação molecular para obtenção de materiais com alta pureza e qualidade assegurada oriundos de fontes naturais. (AU)