Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento dos habitats bênticos do Banco de Abrolhos

Processo: 07/00535-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Paulo Yukio Gomes Sumida
Beneficiário:Paulo Yukio Gomes Sumida
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bentos  Análise de imagens  Monitoramento biológico 

Resumo

O Banco de Abrolhos, localizado na plataforma continental leste brasileira ao largo do sul do estado da Bahia, concentra uma das maiores biodiversidades do Atlântico Sul e abriga uma fauna endêmica e peculiar de corais hermatípicos, sendo também local de procriação de baleias jubarte. A ocupação costeira e sua importância biológica fazem do banco uma área prioritária para a conservação e manejo sustentável de seus recursos. A pesquisa aqui proposta visa o mapeamento dos fundos marinhos do ecossistema do Banco de Abrolhos em escalas local e regional. Este projeto insere-se no contexto do Projeto Produtividade, sustentabilidade e utilização do ecossistema do Banco de Abrolhos (PROABROLHOS - CNPq/Institutos do Milênio), cujos recursos custearão os cruzeiros, parte das viagens e o equipamento de obtenção de imagens. O mapeamento será realizado através de vídeo-transectos utilizando um veículo submersível de operação remota (VSOR). O estudo em mesoescala será realizado em 18 estações espalhadas por todo o banco a bordo do N.Oc. Prof. W. Besnard do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo. O estudo em pequena escala será realizado a bordo de uma embarcação de pequeno porte alugada em dois recifes (um localizado no arco costeiro e o outro no arco externo, fora da zona de influência da costa), através de transectos em 12 estações nos arredores de cada recife. Concomitante aos transectos de vídeo serão realizados arrastos para coleta e identificação dos animais presentes nas imagens. Vídeo-transectos serão também realizados em áreas fora do banco e nas cadeias de montes submarinos ao largo do banco, onde a profundidade for inferior a 150 metros (profundidade máxima de atuação do VSOR). O mapeamento regional também será realizado através do processamento digital de imagens de satélites adquiridas sobre a área de estudo. Imagens orbitais IKONOS e Landsat de alta e média resolução espacial, respectivamente, serão georreferenciadas, segmentadas e classificadas digitalmente na Coordenação de Observação da Terra do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (OBT/INPE). As classificações temáticas obtidas serão comparadas estatisticamente com dados levantados in situ. As imagens e mapas temáticos resultantes comporão um banco de dados geográfico em ambiente de Sistema de Informação Geográfica (SIG). Adicionalmente será realizado um experimento de sucessão ecológica em carcaças de baleias, as quais devem ser comuns no leito marinho da região. As carcaças de baleias e ossos serão obtidos em colaboração com o Instituto Baleia Jubarte, que tem sede em Caravelas (BA). A presente proposta será beneficiada pelos dados oceanográficos a serem coletados quase simultaneamente por uma ampla gama de especialistas do IOUSP e de outras universidades e institutos de pesquisa do país, com os quais se espera produzir uma visão sem precedentes do funcionamento do ecossistema do Banco de Abrolhos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Brasil tem a maior área de rodolitos do mundo 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CUNHA, TAUANA JUNQUEIRA; GUETH, ARTHUR ZIGGIATTI; BROMBERG, SANDRA; GOMES SUMIDA, PAULO YUKIO. Macrofauna associated with the brown algae Dictyota spp. (Phaeophyceae, Dictyotaceae) in the Sebastiao Gomes Reef and Abrolhos Archipelago, Bahia, Brazil. CONTINENTAL SHELF RESEARCH, v. 70, n. SI, p. 140-149, NOV 1 2013. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.