Busca avançada
Ano de início
Entree

Geoprocessamento aplicado a analise das transformacoes no uso da terra no municipio de paulinia - sp (1964-2006).

Processo: 07/00627-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2007 - 30 de abril de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Lindon Fonseca Matias
Beneficiário:Lindon Fonseca Matias
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Produção do espaço  Mapeamento  Uso do solo  Geoprocessamento  Território 

Resumo

O município de Paulínia localiza-se na Região Metropolitana de Campinas (RMC), uma das mais importantes do país, distante 118 km da capital do Estado, possui uma extensão territorial de 145 km2, uma taxa de urbanização acima de 99%, uma população estimada para o ano 2006 de 62.624 habitantes; no município está implantada, desde 1972, a Refinaria de Petróleo do Planalto (REPLAN), o maior pólo petroquímico da América Latina, tornando o município um dos mais ricos da região. Todavia, o rápido crescimento urbano verificado nas últimas décadas e as transformações ocorridas nas formas de uso da terra no município, que passou de eminentemente agrário para urbano-industrial, ocasionaram uma série de problemas socioambientais, como a contaminação do solo e também de pessoas por produtos petroquímicos, a degradação da vegetação natural, a poluição dos corpos hídricos, entre outros, sem falar da ocupação desordenada do território que tem sido fruto inclusive de processos especulativos imobiliários e da falta de políticas públicas de planejamento e gestão mais efetivas. Mesmo diante de tais características existem poucos estudos geográficos sobre a realidade paulinense, em especial sobre as transformações ocorridas no uso da terra. Este projeto tem como principal objetivo realizar uma análise que busca compreender as principais transformações ocorridas nas formas de uso da terra no município nas últimas quatro décadas, período de emancipação do município, visando contribuir para um possível diagnóstico dos problemas socioambientais existentes no município. A metodologia a ser adotada baseia-se na aplicação de tecnologias de geoprocessamento no mapeamento e construção de base de dados georreferenciados que subsidiarão análises quantitativas e qualitativas sobre as condicionantes socioespaciais que envolvem o processo de produção do espaço na localidade, e região, a fim de produzir conhecimentos com vistas à gestão do território. (AU)