Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade tripanocida de extratos e frações de planta da família Piperaceae

Processo: 07/02076-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Regina Maria Barretto Cicarelli
Beneficiário:Regina Maria Barretto Cicarelli
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Chagas  Microscopia de contraste de fase  Trypanosoma cruzi  Tripanossomicidas  Extratos vegetais  Produtos naturais  Anti-infecciosos  Piperaceae 

Resumo

Atualmente, cerca de 16 a 18 milhões de pessoas na América Latina estão infectadas com o protozoário do gênero Trypanosoma, causador da doença de Chagas, transmitida pelo inseto barbeiro. A terapêutica continua parcialmente ineficaz, apesar dos esforços de pesquisadores. Na literatura atual, encontram-se investigações sobre a atividade tripanocida com uma grande variedade de extratos naturais, especialmente os vegetais, os componentes isolados e os semi-sintéticos. Essas investigações podem ser feitas através de um processo de contagem ao microscópio, o que demanda grande tempo, trabalho de laboratório intenso e a presença de um observador único ou, através de métodos colorimétricos, como a redução do MTT [3-(4,5-dimethylthiazol-2-yl)-2,5-diphenyltetrazolium bromide] em formazan, que é de fácil e rápida aplicação, além de ser bastante objetiva e de possibilitar o teste de diversas substâncias simultaneamente. Essa metodologia já foi realizada algumas vezes e obteve-se sucesso em células de mamíferos e alguns protozoários. Com o intuito de testes mais rápidos e eficazes, este projeto tem por objetivo avaliar a atividade tripanocida de extratos e frações de plantas da família Piperaceae em forma epimastigota de Trypanosoma cruzi utilizando o método colorimétrico. Aquelas que apresentarem atividade significativa serão observadas em microscopia de fase para avaliação das possíveis variações morfológicas do parasita. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GABRIELA ALVES LICURSI VIEIRA; MARCO TÚLIO ALVES DA SILVA; LUIS OCTÁVIO REGASINI; FERNANDO COTINGUIBA; HELEN JULIE LAURE; JOSÉ CÉSAR ROSA; MAYSA FURLAN; REGINA MARIA BARRETTO CICARELLI. Trypanosoma cruzi: analysis of two different strains after piplartine treatment. Brazilian Journal of Infectious Diseases, v. 22, n. 3, p. -, Jun. 2018.
LICURSI VIEIRA, GABRIELA ALVES; ALVES DA SILVA, MARCO TULIO; REGASINI, LUIS OCTAVIO; COTINGUIBA, FERNANDO; LAURE, HELEN JULIE; ROSA, JOSE CESAR; FURLAN, MAYSA; BARRETTO CICARELLI, REGINA MARIA. Trypanosoma cruzi: analysis of two different strains Check for after piplartine treatment. Brazilian Journal of Infectious Diseases, v. 22, n. 3, p. 208-218, MAY-JUN 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.