Busca avançada
Ano de início
Entree

Analise mutacional do gene supressor de tumor tp53 e imunorreatividade da p53 nos linfomas caninos.

Resumo

O linfoma é uma neoplasia hematopoiética, frequentemente diagnosticada no cão. O gene TP53 é um supressor de tumor que regula mecanismos anti-tumorais e a perda da sua função comumente resulta de eventos mutacionais. Este estudo pretende avaliar 10 cães com linfoma atendidos no período de julho de 2006 a julho de 2007 pelo Serviço de Oncologia do Hospital Veterinário Unesp/Jaboticabal - SP e cinco cães sadios (controle). Serão coletadas amostras da neoplasia (linfonodo) e de tecido normal (bulbo piloso) dos cães com linfoma. A análise do bulbo piloso será realizada com o objetivo de detectar a origem herdada ou adquirida das mutações. A região do gene TP53 compreendida entre os exons quatro e nove será amplificada pela Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e submetida ao sequenciamento. Os produtos obtidos pela amplificação também serão submetidos à análise de polimorfismo do comprimento do fragmento de restrição (RFLP), com a intenção de se verificar possíveis polimorfismos e de estabelecer sítios de clivagem que possam se tornar marcadores moleculares para os linfomas caninos. A expressão da p53 no tecido neoplásico será verificada por imunoistoquímica das amostras da neoplasia utilizando anticorpo primário monoclonal. As parcelas experimentais serão analisadas individualmente relacionando os resultados obtidos por cada técnica com: estágio clínico, classificação histológica, imunofenótipo e prognóstico. A associação entre as mutações e a expressão será verificada pelo teste de McNemar para amostras pareadas de dados na escala nominal. Este trabalho tem como objetivo contribuir para o estudo da oncologia veterinária e humana, fornecendo informações a respeito do perfil mutacional do TP53 no desenvolvimento do linfoma canino, permitindo melhor atuação no campo da prevenção, diagnóstico, terapêutica e definição dos fatores prognósticos. (AU)