Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação dos receptores ionotrópicos glutamergicos no núcleo magno da rafe na hiperventilação e hipotermia induzidas por hipóxia e por hipercapnia

Resumo

O núcleo magno da rafe (NMR) é um dos grupos celulares do tronco encefálico que contém a maior concentração de neurônios serotoninérgicos, e é descrito como estando envolvido nas respostas fisiológicas à hipóxia, uma vez que a administração de misturas hipóxicas (7-9% O2) e a estimulação do nervo do seio carotídeo ocasiona indução da proteína c-fos nesta estrutura. Adicionalmente, um estudo recente do nosso laboratório demonstrou que a lesão química do NMR promove um aumento da resposta ventilatória à hipóxia, sugerindo que esse núcleo exerce uma modulação inibitória sobre a hiperventilação induzida por hipóxia. Existem também evidências mostrando que o NMR está envolvido com a termorregulação, pois sua inibição é caracterizada por uma diminuição no consumo de oxigênio e um declínio na Tc. A Rafe bulbar ou caudal foi recentemente apontada como uma das áreas envolvidas com a quimiossensibilidade ao CO2/pH. Há muito tempo é reconhecido que o L-glutamato é um importante neurotransmissor envolvido no controle da ventilação. Esse neurotransmissor é amplamente distribuído no S.N.C. e estudos recentes têm demonstrado que também participa da termorregulação. Deste modo o objetivo do presente trabalho é estudar a participação dos receptores ionotrópicos glutamatérgicos no NMR, na hiperventilação e anapirexia induzida por hipóxia e hipercapnia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)