Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel dos receptores ativados por proteinases tipo 2 (PAR2) e vaniloides sub-tipo 1 (TRPV1) e sua interação funcional na modulação da artrite e hiperalgesia da articulação temporomandibular do rato

Processo: 07/50299-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2007 - 30 de abril de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Marcelo Nicolas Muscara
Beneficiário:Marcelo Nicolas Muscara
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hiperalgesia  Inflamação neurogênica 

Resumo

As desordens temporomandibulares (DTMs) são distúrbios associados à própria articulação temporomandibular (ATM), músculos da mastigação ou demais estruturas faciais. As DTMs envolvendo a ATM apresentam-se freqüentemente como patologias inflamatórias associadas a hiperalgesia secundária, alodinia ou dor referida, sugerindo o envolvimento de componentes periféricos e centrais de sua inervação nesse processo. Dentre os vários componentes ou mediadores inflamatórios envolvidos na fisiopatologia da artrite, os neuropeptídeos substância P e o peptídeo relacionado ao gene da calcitonina parecem ter um importante papel nesse processo, através da inflamação neurogênica. A liberação de neuropeptídeos é um processo dependente da despolarização de membrana, ativação de receptores e aumento das concentrações intracelulares de cálcio. O receptor ativado por proteinases tipo 2 (PAR2) parece mediar a liberação desses neuropeptídeos através da co-ativação do receptor para capsaicina (TRPV1). Esses receptores recentemente clonados estão sendo alvos de extensos estudos com o intuito do desenvolvimento de novas ferramentas terapêuticas, considerando as diversas condições fisiopatológicas nas quais estão envolvidos, tais como na modulação da artrite e da hiperalgesia associada. Contudo, não há na literatura relatos que especificamente relacionem receptores PAR2 com DTMs. Dessa maneira, os objetivos gerais do presente projeto são estudar e caracterizar a expressão desses receptores em aferentes trigeminais, a sua participação e interação funcional na modulação da artrite e alodinia mecânica induzidas na ATM do rato, assim como os mecanismos envolvidos, como Liberação de neuropeptideos e espécies reativas do oxigênio e do nitrogênio. Para tais fins, será estudada a resposta à administração intra-articular de agonistas PAR2, e seu papel na inflamação será avaliado através das alterações na infiltração de células inflamatórias. A atividade de serino-proteinases será analisada em lavados de ATMs sob artrite induzida por carragenina. A transmissão nociceptiva será avaliada através de teste de hiperalgesia e expressão da proteína Fos em neurônios do sub-núcleo caudal do núcleo espinal do nervo trigêmeo (Sp5C), e a interação funcional entre esses receptores será avaliada através de bloqueio farmacológico do TRPV1. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DENADAI-SOUZA, A.; CENAC, N.; CASATTI, C. A.; DE SOUZA CAMARA, P. R.; YSHII, L. M.; COSTA, S. K. P.; VERGNOLLE, N.; MUSCARA, M. N. PAR(2) and Temporomandibular Joint Inflammation in the Rat. JOURNAL OF DENTAL RESEARCH, v. 89, n. 10, p. 1123-1128, OCT 2010. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.