Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da suplementacao com castanha-do-brasil (bertholletia excelsa h.b.k.) sobre o estresse oxidativo em mulheres obesas e sua relacao com o polimorfismo pro 198leu no gene da glutationa peroxidade 1.

Processo: 07/50533-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2007 - 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Silvia Maria Franciscato Cozzolino
Beneficiário:Silvia Maria Franciscato Cozzolino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Polimorfismo genético  Estresse oxidativo  Obesidade  Selênio  Castanha-do-Brasil 

Resumo

Este trabalho tem por objetivo o estudo das relações entre obesidade, estresse oxidativo e o polimorfismo Pro198Leu no gene que codifica para a enzima glutationa peroxidase 1 (GPx1), além da utilização de um protocolo de suplementação alimentar com castanha-do-Brasil, fonte importante de selênio, como terapia antioxidante. Sabe-se que indivíduos obesos apresentam um grau de estresse oxidativo elevado com relação a indivíduos com peso eutrófico. O estresse oxidativo elevado, por sua vez, é considerado um mecanismo básico para o desencadeamento de doenças crônicas, entre elas o câncer, as alterações neurodegenerativas e os problemas cardiovasculares. Vários fatores podem contribuir com o maior grau de estresse oxidativo, dentre os quais, destaca-se a ingestão reduzida de antioxidantes e de compostos bioativos. Outro aspecto que deve ser considerado é a presença de polimorfismos em genes que codificam para enzimas antioxidantes. Destaca-se um destes, que é encontrado no gene que codifica para a enzima GPx 1, onde há a substituição de uma prolina por uma leucina no códon 198. Entretanto, as conseqüências fenotípicas deste polimorfismo para o sistema antioxidante são pouco estudadas, o que justifica a sua determinação, além do estudo de sua relação com o perfil antioxidante e também com a resposta a intervenções alimentares. Com base nos resultados que serão obtidos, o protocolo proposto neste projeto poderá ser utilizado como medida alternativa para a redução do estresse oxidativo, principalmente em indivíduos obesos. Dependendo, ainda, das diferenças encontradas em função do polimorfismo, os resultados serão úteis também no direcionamento de intervenções alimentares. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COMINETTI, CRISTIANE; DE BORTOLI, MARITSA C.; GARRIDO, JR., ARTHUR B.; COZZOLINO, SILVIA M. F. Brazilian nut consumption improves selenium status and glutathione peroxidase activity and reduces atherogenic risk in obese women. Nutrition Research, v. 32, n. 6, p. 403-407, JUN 2012. Citações Web of Science: 36.
COMINETTI, CRISTIANE; DE BORTOLI, MARITSA CARLA; PURGATTO, EDUARDO; ONG, THOMAS PRATES; MORENO, FERNANDO SALVADOR; GARRIDO, JR., ARTHUR BELARMINO; FRANCISCATO COZZOLINO, SILVIA MARIA. Associations between glutathione peroxidase-1 Pro198Leu polymorphism, selenium status, and DNA damage levels in obese women after consumption of Brazil nuts. NUTRITION, v. 27, n. 9, p. 891-896, SEP 2011. Citações Web of Science: 33.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.